Tudo-junto-ao-mesmo-tempo e um baita susto no meio

Na semana passada, me prometi que não queria sair nem confusão, queríamos um pouco de sossego, né? Realmente, no que dependeu da gente, isso foi verdade. Começamos a semana bem tranquilos e nosso único compromisso era a viagem a Istambul na sexta-feira.

 

Na quarta-feira, tive médico e ele constatou que minha ovulação tinha adiantado um pouquinho. Esperávamos que fosse começar pelo fim de semana seguinte, um dos motivos pelo qual ia com Luiz para Turquia. Ele precisava viajar a trabalho e eu para procriar!

 

Pequeno detalhe, já que foi tudo junto, durante a semana, a gente tinha comprado passagem para o Brasil, de férias, indo dia 26 de julho e voltando 11 de agosto. Estava toda empolgada com a notícia e nem havia tido tempo ainda de contar para nossos pais.

 

Nisso me liga minha mãe, avisando que achava que meu sogro estava no hospital. Mas a história ainda parecia confusa, não entendemos bem se ele havia ido para uma consulta de rotina ou se era algum problema mais sério. Levou um tempo até a gente conseguir se comunicar direito.

 

Em paralelo, nós estávamos procurando casa para mudar, lembra? Então, todo dia eu checava se havia entrado algum imóvel novo para ver e entrou um apartamento que parecia perfeito na quarta-feira à noite. Luiz ligou para lá, foi ver logo na quinta pela hora do almoço e gostou. Marcou que eu fosse com ele no fim da tarde.

 

Enquanto estávamos entre as visitas ao apartamento, conseguimos entrar em contato com a família do Luiz e entender um pouco melhor o que estava acontecendo. Era grave e meu sogro estava internado no CTI.

 

Luiz sem saber se mantinha a viagem a Istambul ou se deveria ir ao Rio.

 

E eu sem saber se ia atrás dele! Afinal, ele é meu garanhão reprodutor, né? E como é que posso pensar nisso uma hora dessas? Fácil, há quase um ano eu penso assim, vivo fazendo contas, ecografias e consultando tabelas. E esse é o último mês que me propus a tomar os hormônios. Assim que ou vai ou racha!

 

Consegui ver o tal apartamento e adorei! É uma cobertura perto do trabalho do Luiz, onde ainda vamos pagar menos que aqui por ser fora do centro de Madri. Fechamos negócio no mesmo dia. Luiz assinou o contrato na sexta-feira pela manhã.

 

A situação do meu sogro deu uma estabilizada, ele já não corria risco de vida e achamos melhor esperar um pouco para Luiz ir ao Rio. Não sabemos se ele espera até dia 26 ou vai antes, já veremos. Com a mudança de casa no meio, não dá para eu ir com Luiz agora, preciso esperar até fim de julho mesmo.

 

Resolvemos, então, manter a viagem do fim de semana e monitorar a situação à distância.

 

Apesar da preocupação, entre altos e baixos, conseguimos aproveitar a viagem e a cidade. Talvez pareça estranho, mas pelo meu histórico (e talvez seja assim com todo mundo) aprendi a viver tristezas e alegrias ao mesmo tempo. A vida é misturada, não adianta a gente esperar um momento só de felicidade para celebrar. Cada passo é uma vitória, é o que acredito e como decidi viver. E, a propósito, adoro Istambul! Não sei se vou escrever novamente sobre a cidade, mas quem quiser saber um pouco mais, pode ir nesse link de uma crônica passada. Uma coisa achei muito curiosa dessa vez, havia uma quantidade de brasileiros enorme por lá! Não sei se a cidade está na moda ou o que, mas me impressionou.

 

E voltando a contar nossa odisséia, vamos complicar um pouquinho?

 

Porque, a princípio, iríamos juntos a Istambul na sexta-feira e voltaríamos na terça seguinte, também juntos. Com as passagens compradas e no meio desse furacão, o chefe do Luiz marca uma reunião importante para ele em Amsterdam. Assim que, no caminho, tivemos que trocar minha passagem para voltar um dia antes e a dele para ir direto à Holanda.

 

E foi fundamental que ele fosse mesmo, porque além de tudo, Luiz recebeu um prêmio do seu trabalho que não esperávamos. Achei bacana! Fico muito orgulhosa vendo que em uma situação de crise e dificuldade, ele ainda é capaz de se destacar.

 

Bom, agora estou em Madri, meio doida tentando organizar a mudança. Porque, como moramos no centro em uma rua apertada, a gente precisa de uma autorização da prefeitura para fechar um trecho da rua que leva um mês para sair. Ou seja, que nossa mudança sairá quase quando eu tiver que ir para o Rio! Que horas vou arrumar a casa?

 

Então, agora está simples, não sei se Luiz volta para casa ou vai direto para o Brasil. Meu sogro segue internado e estamos preocupados com isso. Aparentemente, já não corre risco de vida e saiu da UTI, mas quando voltar para casa (e não sabemos que dia será) precisará de assistência integral. Não sei que dia sai minha mudança ou se terei tempo de arrumar a casa. Precisamos também fazer alguns reparos no próximo apartamento antes de morar. Não sei com quem vou deixar meu gato quando formos ao Brasil. E posso estar grávida ou não. Moleza!

 

No meio do caos, o que nos salva é acreditar que no final vai dar certo.

6 comentários em “Tudo-junto-ao-mesmo-tempo e um baita susto no meio”

  1. Caracaaaaaaaaaaaaaaaaa nega quanta coisa boa misturada com outras nao tao boas. Espero que tudo saia bem o pai do Luiz, poxa vida… Ja fecharam contratooooooooooo??? tem terraça pra churrasco e piscina com pedras de gelo? kkkkkkkkkkk que maravilhaaaaaaaaaaaaa, ai adoro casa nova e adivinha se nao estou morta de curiosidade de ver o ap. Que delciaaa. Caramba que correria danada pra tudo nega. Enfim é o que voce sempre diz, TUDO VAI DAR CERTO mesmo que no momento esteja TUDO MISTURADO. Beijos mil, precisando é só assoviar. Didis

  2. Alguns comentários me vem a mente:

    1. O Guarda da imigraçao em Instambul pergunta … Business or pleasure? (Hahahaha preciso continuar?)

    2. Sugestão para um post … listar todos os endereços q vcs ja passaram e um breve comentário a respeito de cada um … isso deve dar perto de 1 mês de história!!!

    3. Estarei no rio de 21 a 28 de julho … portanto vamos nos falando!

    Bjs

  3. No meio ao caos sempre surge um arco-íris, quem sabe agora seja a hora da criação…desejo melhoras ao pais do Luís e equilíbrio astral para toda a família,,,,

  4. Em meio ao Caos, arco-íris….Equilibrio Astral a toda família!!Boas energias e viva a vida!!!Agora vai…

Seja bem vindo a comentar! Sua resposta pode demorar um pouco a ser publicada.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s