Maratona de hóspedes

Lá vamos nós com as estatísticas. Veja bem, mudamos para Londres em janeiro, nossos móveis chegaram em fevereiro e três dias depois, recebemos o primeiro casal de hóspedes. Sim, escrevi certo, não quis dizer três semanas.

Aliás, pensando melhor, antes mesmo dos móveis chegarem, já tivemos um amigo dormindo aqui pela casa.

Agora, no início de abril, resolvi fazer contas de quantas pessoas já pousaram em nossa residência. E, em dois meses de casa arrumada, amanhã chega o 10º hóspede! E isso porque o amigo que já dormiu aqui umas quatro vezes, contei como uma pessoa só.

Se alguém pensa que estou reclamando é porque não me conhece ainda. Eu bem que gosto dessa bagunça, dá uma animada na casa. E sei que não será assim para sempre, o primeiro ano de Madri foi parecido. Depois as visitas foram se espaçando.

Mas hoje vou contar dos últimos dois finais de semana, especialmente animados, a ponto de nem me dar tempo de sentar para escrever.

Na Páscoa, tivemos um casal e a filhinha de um ano aqui em casa. Para quem leu a crônica passada, é a amiga letra “T”. Estava empolgada com a visita e, ao mesmo tempo, preocupada em receber uma garotinha de um ano. Gosto de receber bem e minha completa falta de experiência no assunto era um limitador. Será que tinha espaço suficiente para malas e carrinho? Quem dorme onde? Será que ela vai estranhar a gente? Vai estranhar o apartamento? O que criança nessa idade come? Enfim, tinha dúvidas até no básico do básico.

A amiga é de casa, então enviei umas fotos do quarto onde eles iam ficar para ela mesma ver se comportava tudo. Perguntei o que a neném comia, para deixar encaminhado e a gente se virava pela rua. Foi até mais fácil que imaginava, porque pelo sim e pelo não, ela me passou a marca do leite que a filha toma para ver se havia aqui ou se precisava trazer do Brasil. Tinha aqui e assim ficava garantido que fome ela não passaria! Demos um ou outro palpite na programação, mas deixamos as decisões por conta deles.

E não é que deu tudo certo? O primeiro dia foi um pouco enrolado até a gente conseguir sair, porque a estrutura de sair com uma criança é totalmente diferente do que só com adultos, mas ao longo da estadia, tudo foi entrando em um tipo de rotina que facilitava.

A neném é uma fofíssima e, lógico que era agarrada com a mãe, mas ficava muito bem comigo e pude curtir bastante esses momentos e brincar um pouco de casinha. E a verdade é que, quando foram embora, senti falta de acordar com voz de criança pela casa.

Muito bem, eles chegaram em uma quinta e foram embora na terça.

Na sexta-feira seguinte, nova rodada de hóspedes!

Um casal de amigos super queridos de Madri, onde ficamos hospedados da última vez que visitamos a cidade. E outra amigona que conhecemos em Madri também, mas agora mora em Miami. Essa de Miami estava de passagem por Madri e acabou se animando a esticar a viagem com um pulinho em Londres. Imagina isso?

Foi assim, tínhamos combinado já com o casal de amigos que vinham. A outra amiga, eu também já tinha convidado para ficar lá em casa, mas não tinha certeza se ela viria mesmo nem em que dia. Assim que ela confirmou, vi que as datas coincidiam. Olha, todos nos conhecemos, nenhum estranho entre nós, o casal está confirmado para o quarto de hóspedes, mas se você não se sentir desconfortável em um colchão de solteiro, dou um jeito de caber no outro quarto! E como ela pareceu não se incomodar nem um pouco, afinal é animadíssima, já avisei logo que voo o casal pegava para ela tentar vir junto com eles, quem sabe, até poderiam dividir o mesmo taxi.

Não só conseguiram pegar o mesmo voo, como sentaram todos juntos! Acho que a farra deles já deve ter começado pelo aeroporto!

Chegaram na sexta-feira, às 23 horas da noite. Se fosse em Madri, as pessoas estariam pensando em se arrumar para sair, mas aqui em Londres, a grande maioria dos bares já estava fechada. Tem um pub aqui perto, The Elgin, que exerce a façanha de abrir até meia noite. Eles simplesmente largaram as malas e fomos correndo para lá iniciar os trabalhos.

Na volta para casa, esticamos a noite até umas três da matina, tomando vinho e comendo jamón contrabandeado por eles. Digamos, um certo controle de qualidade. Porque, no dia seguinte, tinha festa aqui em casa!

É assim, quando tiramos nossa nacionalidade espanhola, tivemos que também tirar uma nova certidão de nascimento. Ou seja, passamos a ter dois aniversários, um brasileiro e um espanhol. Nosso aniversário espanhol é no dia 6 de abril e é um perfeito pretexto para se fazer uma festa!

E aproveitando o tema, resolvi fazer uma festa com comidinhas espanholas. Deixei tudo organizado antes dos hóspedes chegarem, afinal, queria passear com eles pelo sábado durante o dia.

Fizemos aquele esquema Londres-em-5-minutos, para tentar mostrar o máximo de coisas possível dentro do tempo limitado. Primeiro, passeamos a pé pelos arredores, fomos até Abbey Road (aquela rua onde os Beatles aparecem atravessando em uma capa de disco) e Little Venice (a pequena Veneza que lembra mais os canais de Amsterdam) . Pegamos o metrô e fomos almoçar no Borough Market. De lá, fomos caminhando até London Tower, de onde eles seguiram o tour com Luiz e eu voltei para casa para os últimos preparativos.

Pontualmente, como não poderia deixar de ser, nossos convidados para a festa de aniversário começaram a chegar. Dessa vez, me atrevi a aumentar um pouco o grupo e fomos umas vinte e poucas pessoas. Sigo conhecendo amigos de amigos e encontrando pessoalmente amigos que eram virtuais. Todo mundo muito legal! Profissões e interesses diferentes, mas que se integram muito bem. Afinal, gente boa é gente boa em qualquer lugar do mundo!

De comidinhas, servi os “embutidos” espanhóis (jamón, lomo, chorizo, e salcichón), queijos, sobrasada, milho torradinho etc. Parte dessa oferta, foram os hóspedes que trouxeram. Fiz chalotas assadas, salpicón de mariscos, patatas panaderas, alioli, tortilla e inventei um bolinho de paella aperitivo (mais fácil que fazer uma paella na hora). E para premiar quem ficou até mais tarde, a famosa hora da diretoria, saí da inspiração espanhola e servi abará de carne moída e creme de batatas com mascarpone trufado e camarão, o golpe de misericórdia!

Cantamos parabéns, pelos nossos 3 aninhos de vida como espanhóis, e aproveitamos para celebrar também o aniversário (de verdade) de uma das nossas hóspedes. Com bolo e tudo!

Tivemos ajuda o tempo todo! O amigo hóspede, acostumado às nossas festas madrileñas, já conhecia todo o esquema e botou a mão na massa! Outro amigo, também todo independente, tomou a frente em administrar as bebidas. Os convidados não fizeram cerimônia! E o caos, como sempre, se encarrega em fazer tudo dar certo.

Os vinhos da noite, como não poderiam deixar de ser, foram espanhóis! E olha que o pessoal bebe direitinho, viu? Muito bom me sentir acompanhada! Mas não chutei tanto o pau da barraca, afinal, era anfitriã e no dia seguinte teria mais!

E, a propósito, além dos nossos três hóspedes, acabou dormindo mais um amigo pelo sofá!

Muito bem, dia seguinte, o amigo do sofá saiu cedinho, nem despedi, mas ele já é da categoria família, sem problemas. O restante da casa, acordou por volta dàs dez da manhã. O casal de amigos iria embora nesse dia, domingo, e a outra amiga ficaria até terça-feira.

A esposa desse casal de amigos, simplesmente, não conseguia mais andar direito, uma baita tendinite! Ela já tem tendência e com a pauleira do dia anterior, já viu, né? Assim que Luiz e o marido saíram para aproveitar um pouco mais a cidade e as mulheres preferiram ficar em casa.

Alguém acha que a mulherada ficou aborrecida por causa disso? Imagina três amigas, sem homem escutando e entre quatro paredes para fofocar à vontade! Ainda fomos para o skype bater papo com outra! Enfim, faz muito tempo que não rio tanto da barriga doer!

Bom, no fim da tarde, o casal voltou para Madri e a amiga que ficou recebeu um upgrade de hospedagem! Mudou de quarto e dormiu no colchão de casal. Melhor para mim, que não saiu todo mundo ao mesmo tempo, não dá aquela sensação de vazio de uma só vez!

Mas antes da hora de dormir, o dia ainda estava bonito, aliás, fez um fim de semana de tempo ótimo! Ainda que estivesse friozinho, nada desesperador. Céu azul e pouco vento. Melhor que a encomenda!

Saimos minha amiga e eu para passear por Little Venice. Acabamos por caminhar em um outro pedaço novo para mim. Toda essa região vale um post só para ela, que quero escrever quando a primavera estiver mais engrenada e puder tirar umas fotos bacanas. Descobrimos um restaurante que é uma graça, The Summerhouse. Jantamos por lá.

Na segunda-feira, aproveitamos para bater perna. O bom é que para mim muita coisa ainda é novidade e é ótimo ter companhia para descobrir os lugares. Fomos para Oxford Street e saímos em direção a Picadilly, entramos na Liberty, uma loja de departamentos super transada, passeamos pela Carnaby Street, com suas vitrines modernésimas e fomos almoçar em Chinatown. Um cafezinho na Fortnum Mason e tomamos o rumo de casa.

IMG_8971

IMG_8973

IMG_8983

IMG_8984

IMG_8995

IMG_9002

chinatown

Chinatown1

blog

Na própria segunda-feira, minha cunhada e o marido estavam de passagem por Londres e combinamos de jantar com eles. Minha amiga aproveitou esse momento família e foi encontrar com outra amiga nossa em comum.

Enfim, fomos convidados a jantar no Koffmann’s, um excelente restaurante francês do hotel Berkeley. Comida divina, vinho corretíssimo e companhia melhor ainda!

Na terça-feira, o dia amanheceu chuvoso e bem feinho. Minha amiga tinha que sair de casa pelas 14h. Quer saber, resolvi fazer um almoço caprichado para a gente, uma feijoadinha básica com carne moída e quiabo. Ficamos de preguiça pela casa mesmo, até a hora que o taxi chegou.

Não posso reclamar de nada, é um prazer e um privilégio ter amigos tão legais, encontrar tanta gente boa em um intervalo pequeno de tempo e ainda ter a oportunidade de conviver alguns dias de perto com pessoas queridas. Assim que só agradeço!

E nem deu tempo de esvaziar o colchão inflável, porque o próximo hóspede chega daqui a pouquinho…

Seja bem vindo a comentar! Sua resposta pode demorar um pouco a ser publicada.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s