Querida Madrid,

Não foi você, nem fui eu, foi a vida.

 

Você me acolheu, divertida e generosa, e nos apaixonamos à primeira vista. Cheguei a achar que seria para sempre.

 

A rotina se instalou e nossa paixão se foi. Por um tempo, quase ficamos de mal. Você foi dura e preconceituosa, te praguejei e prometi te abandonar.

 

Seu rechaço era só medo do que não conhece e minhas palavras só frustração de quem se sente não compreendida.

 

Quando caía a noite, fazíamos as pazes, descobríamos que nos adorávamos e, quando você não queria me forjar, também não precisava me impor a você.

 

Finalmente, nos entendemos e nos aceitamos, cada qual com seu espaço. Podíamos seguir com o que tínhamos de melhor, sem perder nada. Ficamos mayores.

 

E descobrimos que a paixão não havia se perdido, mas se transformado em amor.

 

Acontece que amor não prende, deixa ir, porque sabe que sempre seguirá.

 

Vou com saudade e melhor que seja assim. Os caminhos que me levam são os mesmos que podem me trazer de volta e logo nos reencontraremos. Não com a intensidade de amantes apaixonados, mas com a amizade indestrutível de duas velhas senhoras.

6 comentários em “Querida Madrid,”

  1. A amizade entre duas velhas senhoras, uma tia octagenária e sua amiga de Belém do Pará, fez com que esta útima pintasse em um azulejo branco uma folha de arruda e escrevesse o seguinte versinho:
    “Arruda também se muda do sertão para o deserto,
    também se ama de longe quem não se pode amar de perto.” (Dasí)
    Felicidades na nova jornada.
    Hugo.

    P.S: Estou tentando postar pela segunda vez, espero que agora entre.

Seja bem vindo a comentar! Sua resposta pode demorar um pouco a ser publicada.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s