Segundo dia: um sono do cão!

Sei que ainda é tudo muito recente e pode até ser psicológico, mas já notei algumas diferenças. Minha barriga ficou um pouco mais dura e tenho muito, mas muito sono.

 

Hoje resolvi não correr, na dúvida, melhor não arriscar. Seguirei com o Pilates, ontem eu fui, achei que me custou um pouco mais, mas fiz tudo. Talvez faça algumas caminhadas, nunca fui nenhuma super atleta, não me custa segurar a onda por algum tempo. Pelo menos até me sentir segura do que estou fazendo.

 

O problema de ficar em casa sem muito o que fazer é que também te dá mais fome. Acho que terei que inventar alguns compromissos na rua para me forçar a sair. E também para ter outras coisas em que pensar que não seja o tratamento. Penso nisso o dia inteirinho! É meio neurótico.

 

Fiquei ensaiando um monte de vezes como seria a aplicação da injeção da noite, é a primeira que tinha que fazer sozinha, sem uma médica para empurrar minha mão se eu travasse. Caraca, uma mulher tem que ser muito macho, viu? Mas se as outras fizeram, eu também tenho que conseguir, né?

 

O problema não é a dor, nem dói tanto e não daria a mínima se outra pessoa me aplicasse. O caso é que me furar de propósito é anti-natural, é como me cortar! Minhas mãos transpiram só de imaginar.

 

Falando nisso, também achei que minhas mãos estão um pouco trêmulas. Não é perceptível para outras pessoas, é como se tivesse menos firmeza ou se tomasse uma overdose de café.

 

Se já é efeito dos hormônios ou ansiedade pela situação, não saberia dizer, acho que um pouco dos dois.

 

Tenho um medidor de pressão em casa e resolvi acompanhar por minha conta. Minha pressão foi 108/67 e a temperatura foi 35.7, bons resultados. E o que também quer dizer que esse sono louco que estou sentindo não tem nada a ver com minha pressão.

 

Bom, mas vamos ao leão do dia que foi a aplicação da injeção sozinha pela primeira vez. Olha, não foi a melhor coisa do mundo que já fiz, mas o importante é que consegui. Achei que ardeu um pouquinho, no hospital não havia sentido isso, devia ser a adrenalina. Mas é muito mais nervoso de me furar que qualquer outra coisa.

 

Esqueci de contar um pequeno detalhe de quando a médica (ou enfermeira, ainda não sei) me ensinou a aplicar. Quando terminasse, ela falou para tirar a agulha e passar um pouco de saliva no local da aplicação. Sim, gente, juro! Fui ensinada a desinfetar o local no final com cuspe! Às vezes me pergunto que milagre fez com que a civilização espanhola sobrevivesse razoavelmente saudável, sério! Mas enfim, se é a indicação… fiz o que me disseram, né?

 

Para dar um pouco de drama, uns dois minutos de relógio depois que apliquei a injeção, a luz da casa toda caiu. Estava sozinha e teria passado um perrengue se não tivesse terminado de aplicar. Lição aprendida: esperar Luiz chegar do trabalho para me medicar!

 

Tudo bem, o que importa é que vamos seguindo e está dando tudo certo. Um dia de cada vez!

7 comentários em “Segundo dia: um sono do cão!”

  1. amiga,

    que tal colocar o Luiz para aplicar…. assim não teria esse lance de q vc estaria se auto-enfiando uma agulha!!!?
    bjs e vamos em frente
    Flavio

  2. Oi, Tati! Acho que sim, deve ser, dormir mais não vai me fazer nenhum mal, né? Até bom que descanso 🙂 E Laura? Rodrigo já nasceu, como você deve ter visto. Assim que der, vamos fazer uma visitinha. Besitos

  3. Flávio, se eu colocar Luiz para aplicar, além de ter que me dar a injeção do mesmo jeito, ainda vou ter que socorrê-lo no chão desmaiado! 😛 Mas amanhã, pelo menos vou tentar esperar ele chegar em casa. Acho que cada dia vai ficar mais fácil, espero! Besitos

  4. Oi Bianca! Estou te seguindo e torcendo! Filhotes sao tudo de bom nessa vida e todo esforço vale a pena… cada gota de lagrima ou de suor será recompensada com muitos sorrisos do seu baby…… torço muito por vcs, que serão uns pais lindos!!!! Se precisar de qq coisa me dá um toque, afinal tive minhas duas princesas aí em Madri….. gosto muito do meu gineco (ele salvou a minha vida!!!) e da esposa dele que é a pediatra, fazem uma bela dupla! Beijosssssssssss!!!!! Dé

  5. Oi, Andréa! Eu me lembro de pegar o endereço do seu gineco e dessa história de você dizer que ele salvou sua vida! Mas o tempo passou e não sei onde coloquei. Sabe de uma coisa, acho que quero a indicação dele sim! Ainda não tenho um que me acompanhe durante a gravidez e confio na sua indicação. Outro dia estava vendo fotos antigas das feijoadas do Luiz e vi a Gabi nenénzinha… rs. Agora no FB vejo fotos dela toda mocinha 🙂 junto com mais dois! Besitos

Seja bem vindo a comentar! Sua resposta pode demorar um pouco a ser publicada.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s