Sigo no talvez, o que é boa notícia

Muito bem, acordei na quarta-feira, ou melhor, levantei, porque dormir que é bom, nada!

Luiz ainda teve uma reunião com cliente pela manhã, mas conseguiu sair a tempo para me buscar e irmos juntos ao médico.

Resumindo a ópera porque de suspense já basta, foi uma boa consulta. Sim, somos férteis. Entretanto, seria bem difícil engravidar por vias normais. Nada é impossível, tem gente que ganha na loteria, certo? Estatisticamente, seriam probabilidades parecidas.

No início de toda essa história, não queria nem imaginar tratamentos, fertilizações artificiais, provetas e afins! Demais para minha cabeça.

Acontece que me peguei em plena consulta, onde descobri que dos quatro tratamentos existentes, eu já não era apta a dois. E os outros dois que eu posso tentar, um é doação de óvulos, o que vai muito além dos meus limites. Situação em que preferia adotar uma criança. Vamos combinar, se nem seria minha mesmo, para que suportar uma gravidez? Nada contra a técnica, acho até uma boa alternativa para uma mulher que tenha essa necessidade de parir, mas francamente, não é meu caso. Para mim, aquele barrigão desinteressante é só o meio para um objetivo maior.

Ou seja, se for para ser do nosso sangue, só me resta uma alternativa e é agora ou não é mais!

Vamos lá, funciona mais ou menos assim, em linguagem leiga, no terceiro dia após a menstruação, começo a tomar uma porrada de hormônios para estimular os folículos. Dependendo desses folículos, tomo outra porrada de hormônios para estimular a ovulação. Depois, também dependendo de quantos óvulos saiam, talvez precise tomar um inibidor, porque tem um mínimo, mas também tem um máximo de óvulos, ou parece que enfraquece as possibilidades. Muito bem, esse óvulos são retirados cirurgicamente e fertilizados pelo sêmen do meu digníssimo marido. Falando assim não é muito poético, né? Daí precisa esperar para ver se rola uma química entre as partes e saem embriões. Acho bom os espermatozóides do Luiz gostarem dos meus óvulos; ou meus óvulos não fazerem muito doce, porque é o jeito! Esses embriões são classificados em A,B,C e D, quanto mais perto do A, maior a probabilidade da gravidez vingar. E de acordo com o número e qualidade de embriões, se implantam, também cirurgicamente, até um máximo de 3 deles de cada vez. Os embriões que sobram, quando sobram, são congelados para futuras implantações. Pelo que entendi, meu “pacote” inclui até 3 tentativas de implante de embriões. Você que decide quantos quer implantar, por isso há maior incidência de gêmeos que em uma gravidez natural. Essa confusão toda leva mais ou menos um mês, entre começar a tomar a medicação e a primeira tentativa de implante dos primeiros embriões. Ufa!

Enquanto o médico te explica esse procedimento, ele faz questão de te dizer que durante o tratamento, é vida normal! Hã, hã… qual a parte do normal aí que não entendi? Normal para quem, cara pálida?

Bianca, para de pensar, simplifica: just do it! Melhor nem olhar para o Luiz, senão começo a especular! Se ele não está dizendo não é porque concorda!

Portanto, me vi aceitando condições como se nem controlasse as palavras que saiam da minha boca. No carro, perguntava ao Luiz em que momento mesmo o impensável há umas semanas virou o próximo passo? Desconfio que foi na noite anterior, quando me dei conta que talvez é melhor que não.

Pois é, depois de escutar tudo isso na consulta e ainda por cima concordar, vim para casa e Luiz seguiu para o trabalho. Eu achava que estaria exultante em saber que ainda era possível, mas minha reação foi meio bizarra, acho que fiquei em estado de choque, meio paralisada e com a cabeça a mil por hora. Sem rir, sem chorar, só absorvendo.

Falei primeiro com minha mãe por telefone. Tomei coragem de ler os comentários do blog e responder rapidamente. Mas só conseguia pensar que queria sair correndo!

Então saí! Coloquei um tênis e fui para o parque correr e suar como uma louca! E viva a endorfina!

Cheguei exausta, consegui cozinhar um pouco e sem salgar a comida, o que é um excelente sinal! Sim, porque abrindo parênteses, sábado tem aniversário do Luiz e faço sozinha uma feijoadinha básica para umas 50 pessoas! E isso, porque como de costume, fomos super restritos no número de convidados, mas essa é uma outra história.

Durante a noite, dormi que foi uma beleza! Acordei descansada, fui buscar na farmácia os remédios que futuramente terei que tomar, adiantei um pouco mais a feijuca, fiz ginástica puxada… e de repente, percebi que estava feliz.

Entubei! Pensando bem, na pior das hipóteses, não dará certo. E nesse caso, perdemos algum dinheiro, ganharei alguns quilos pelos hormônios, choro os três dias de protocolo e a vida segue sem arrependimentos.

De uma maneira ou de outra, minha decisão já foi tomada e em ambas as possibilidades, vou ser mãe. Agora vou concentrar meus esforços para engravidar, não sei se é a melhor alternativa, mas é a que tenho no momento. Se não der certo, vai me fortalecer e amadurecer a idéia da adoção, e se der certo, estarei mais preparada para uma gravidez também. Assim que pensando bem, só tenho a ganhar.

Acontece que pode dar certo e, sabe que no fundo, começo até a achar que se tivéssemos gêmeos ia ser bem legal!

17 comentários em “Sigo no talvez, o que é boa notícia”

  1. Queridos, vai dar certo!!..Sigam o protocolo! Só não se dá jeito pra morte (meio grotesco isso, mas verdadeiro) Ah! trigêmeos tbém é opção, sei que você não gosta dos exemplos das amigas das amigas mas as minhas com casos similares ao seu tiveram… Gde beijo

    PS: Você escreve tão bem, tão leve e inebriante da comédia à tragédia..que a gente nem encontra as palavras pra tecer qualquer comentário.

  2. Putz, Tati e Lu, três já é castigo! hahahahahah… O pior é que tenho uma amiga próxima que teve trigêmeas! A gente brincava que o marido vivia desejando viver cercado de mulheres e do dia para noite, ao invés de ter só a mulher, adicionou 3 filhas, 2 babás, 1 empregada… sem falar da mãe e da sogra, que passaram a visitar com frequência! Nunca mais na vida esse cidadão vai fazer xixi de porta aberta! Cuidado com o que desejas… heheheh… Felizmente, no caso deles deu tudo certo e as meninas são umas lindas!

    Mas falando sério, é assim, eles implantam no máximo três embriões, mas é a “mãe” que decide se coloca 1, 2 ou 3. Eu não quero colocar mais que dois! Antes eu queria colocar só um e arriscar, depois é que cheguei a conclusão que até uns dois eu segurava a onda. Já que demorei tanto, começamos com a família maior, né?

    Outra vantagem é que ninguém ia ficar me pentelhando para fazer parto normal! Eu sou da linha politicamente incorreta total, viva as drogas anestésicas e a cesariana! Me acorda quando acabar! 😛

    Enfim, isso ainda é lá para frente, tem alguns passos anteriores, ai, ai…

    Besitos

  3. Não resisti, li meu horóscopo hoje (coisa seríssima, né?)

    “Você tem a chance de ganhar muito dinheiro, mas envolverá uma arriscada aposta de algum tipo. Sua fé em suas próprias ideias precisam ser fortes se você vai tomar a atitude do que parece ser um grande negócio. Acredite em sua intuição neste momento, ela pode te conduzir à riqueza.”

    Considerando que nosso próximo investimento de risco é um tratamento de fertilidade, será que seremos pais de rico?

  4. Aiii chica realmente os seus textos da “vida como ela é” são otimos, fiquei na torcida e recebi as boas noticias. Agora a historia do medico dizer “vida normal” , voce explicou pra ele como é a nossa vida normal??? Acho que ele ia vetar algumas festas né? rsrsrsrs Ameiii imagina uma familia numerosa logo de cara??? ai to aqui sonhandoooooooo com duas coisinhas lindas, uma “coisinha branquela” e outra “coisinha morena” hehehe. Ja to babando só com as noticias, imagina com a realidade hehehe. Eita vamos ter muito o que comemorar amanha antes de voce começar com seus “duzentos e sessenta e dez” hormonios ne? Quanto ao horoscopo, meu pai sempre dizia o seguinte: Voces falam que seu tio é rico mas, eu sou mais rico que ele porque ele só teve uma filha e eu tenho 3 :-). Beijos chica blanca brindemos amanhã !

  5. Muito bom, só agora consegui chegar até aqui no teu blog, otimo! Assim vou ter um exemplo bem de perto pra quando chegar a minha vez, mas pulando essa parte dos hormonios…sorte! se concentra! e vida normal :p hehehe beijos!!!

  6. Bom, eu já doei óvulos, é uma pancada de hormônios e o humor vira uma montanha russa, enfim, não me arrependo, mas não faria de novo.
    Desejo boa sorte, vai ser muito bacana se vir uma Bianquinha e um Luizito. Se vier duas Bianquinhas, melhor ainda, hahaha.
    O Jack que vai adorar né? Tenho certeza que ele vai virar o tigre do He-man.
    Esse seu texto me lembrou um livro (Depois daquela viagem). Eu dou o maior apoio pra sua carreira de escritora, vc já pensou nisso?
    Bjus

  7. Bianca, apesar de ver os posts do Luiz (no Facebook) sobre o Blog, nunca tinha entrado… AMEI seu jeito leve e bem humorado de tratar os assuntos do dia a dia, as duvidas e as encanações femininas. Você escreve super bem!!! Dei algumas risadas….
    Vou entrar nas outras seções e sugerir a leitura do seu blog para amigas, uma inclusive, está com um novo “projeto” como o seu…
    Parabéns pelo blog e super sorte para vocês!!!
    Silvia

  8. Que maravilhaaaaa!!!!!Ja estou com todos os dedos cruzados pra dar certo!:D Tomara que venham 2 logo, assim a alegria vai ser dobrada. Quanto à vida normal; concordo com a Didi; esse médico nao conhece seu lado imparavel! rsrsrs Muita sorte e beijos

  9. Dedos cruzados na torcida para o que for melhor pra vcs, amiga!! O importante, como vc mesmo disse, é não ter arrependimentos, e nesse caso, vc realmente só tem a ganhar, qq que seja o resultado da maratona hormonal!
    De qq forma, no que depender de mim, Laura será muito amiga da Bianquinha ou do Luizito, e vai ensinar um monte de besteiras pra eles!…
    Beijo enoooorme, e todo o carinho do mundo pra vcs!!!!

  10. torcendo muito por vocês, amiga! Mas, o melhor de tudo isso é ver que você está com a cabeça boa e o coração aberto para o quer der e vier. Respeite seu corpo e seus sentimentos e não há como errar. Sua decisão, ao que parece, está tomada: serás mãe, por uma via ou por outra. Lindo isso! Claro que torço pra que dê tudo certo no tratamento! Mas, até amor de mãe e filho se constrói. Claro que a gente já ama o pequeno ser desde a barriga, mas o verdadeiro amor, o amor que transborda vem com o segurar seu filho, vê-lo sorrir e chorar, segurar sua mãozinha…
    Estou muito feliz por você, Bi.

  11. Amiga, é linda sua maneira de colocar as coisas e sua naturalidade pra lidar com tudo isso, esse é o melhor caminho. Te admiro muito!!
    Quero Bianquinhas pros meus meninos!!!!!! rsrsrs
    Obrigada por compartilhar tudo isso com a gente. Estou e estarei sempre na torcida por vc, já sabe… E sim, vc só tem a ganhar, e essa batalha é sua, nega!!! Bora comprar fraldas!! 🙂
    Beijo no coração 🙂

  12. Hehehe, quer mais um exemplo??? Nãooooooo, mas eu vou contar!!hahaha
    Minha vizinha implantou 2 óvulos e 1 deles se duplicou…ou seja, vieram 3 as 3 Marias lindas e saudáveis!!!
    Estamos torcendo por vcs!
    Muito legal saber q vc decidiu ser MÃE e não importa como…isso já um dom p pouquissimas pessoas aqui na Terra.
    Parabéns!!!
    Na minha família temos 9 pessoas adotivas, amadas iguais, pessoas lindas, e únicas!!!
    Bjão

  13. Bianca, agora que me sobra tanto tempo, estou aterrrizando por aqui, trazida pela curiosidade do post de Luiz no facebook e fiquei verdadeiramente encantada com a notícia…
    Engraçado, Marina (pra quem ñ sabe, é minha filha de 12 anos) me perguntou algunas vezes porque vocês não tinham filhos (ela adora o assunto e desde os 7 anos tem o descaro de falar pra os casais sem filhos que o “relógio biológico está passando”. Ah, eu nunca sabia o que responder e falava: “sei lá, Marina. Acho que é porque ñ querem” e encerrava o assunto.
    Ela também cobra de mim e diz que ñ quer ser filha única. Nem eu gostaria que fosse assim, mas por circunstancias da vida, ñ tive os 3 filhos que sonhei. Eu acabo de fazer 41 años e este ano ñ pode ser… quem sabe no próximo!
    Anedotas de Marina à parte, só queria te falar que fico feliz pela notícia. Ser mãe antes, ser mãe depois, cada pessoa tem seu tempo e este é o tempo de vocês: Vai dar certo, com certeza.
    Tranquilidade é importante!!
    Eu também aposto por 2, quem sabe!!!
    Aqui estaremos na torcida, desejando que tudo dê certo 😉
    Um beijo e abraço grande no casal.

  14. Bi….algo me diz que vai dar certo sim, e vem gemeos por ai, uma Bianquinha e um Luizinho…vou torcer por vcs….ou seja colocarei vcs nas minhas orações diárias….mas façam o papel de vcs tbm..rsrsrrs namorem muito, com muito amor….Pensamento positivo.
    bjs

  15. Obrigada, pessoal! Acho que se depender de torcida eu tô garantida! 😀 Agora é esperar os dias passarem beeeeem deevaagaaar até poder começar o tratamento. Não quero ficar eufórica porque tem muita água pela frente, mas sim, estou mais otimista a cada dia! Besitos

Seja bem vindo a comentar! Sua resposta pode demorar um pouco a ser publicada.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s