Maratona das despedidas iniciada

Vou logo avisando que o fim de semana começou na quarta-feira. Como é que isso pode dar certo, né? Mas vai dar, o importante é a atitude.

Na terça-feira, liga um amigo, marcamos em uma terraza amanhã, vocês vão? Ah, não sei, não prometo nada, tem milhões de coisas para fazer, acho que não vai dar.

Falei com Luiz já avisando os motivos pelos quais não dava para a gente ir, afinal, a semana ainda estava no meio… estávamos ocupados… uma alergia do cão e o bar é em um parque, ou seja, nevava pólen… tenho que preservar a voz para quinta… minha garganta está um lixo… é longe de casa… estou com dor de cabeça… a gente vai se encontrar depois mesmo… blá, blá, blá… Na quarta, quando chegou do trabalho, ele me perguntou, e aí, nós vamos? Minha resposta foi a mais lógica e coerente possível: claro que sim.

Aspirina, ginseng, aerosol nasal para alergia e vamos nessa! E assim foi, quarta-feira e a gente no bar. Tudo bem, não exageramos, como contei antes, tenho tentado preservar um pouco de fôlego – e o fígado – para o final da maratona.

Quinta-feira, show de reagge no Siroco, mistura de aniversário e de despedida. Passei o dia me alternando entre desenhar e fazer trancinhas rasta. Em paralelo, a música que cantaríamos rolava no computador. Não vou negar que estava meio ansiosa, essas coisas são diferentes para mim, às vezes nem eu acredito que tenho coragem de subir em um palco e cantar. E dessa vez, com um microfone só para mim, que mêda! Uma das lavadeiras, que expliquei o porquê do nome no post anterior, avisou que estava afônica. Ah, nem vem que não tem! Entre cházinhos, água e sei lá mais o que, no final, também deu conta de ir.

Contando assim, parece até que éramos a atração principal da noite, coisa que está longe da verdade. Entretanto, como sempre conto minha versão da história, essa foi a parte que vivi. Não me importava se era uma, dez ou vinte músicas, o negócio era subir no palco, encarar o microfone e mandar ver da melhor maneira possível.

Chegamos bem cedo no local, Luiz conseguiu chegar a tempo do trabalho para ir antes comigo. E chegar cedo foi a melhor coisa, fazia isso em apresentações de negócio também. Sempre gostei de chegar antes, checar os equipamentos, ver os participantes entrando… você coloca as coisas em perspectiva, do tamanho que realmente são.

Encurtando o suspense, deu tudo certo. Quando o show começou, já estava mais relaxada, dançando e curtindo a noite. Gosto de dançar reagge e estava no clima. Além do mais, a casa estava cheia de amigos e conhecidos, o que sempre nos deixa mais à vontade. Quando chegou nossa vez, deu um pouquinho de nervoso para começar. Durante a música, de vez em quando dava um branco da letra, mas como éramos três, felizmente, os brancos se alternavam e, para quem não sabia, poderia até achar que era de propósito. Foi uma adrenalina gostosa e quando acabou deu até vontade de mais. Pensando bem, considero um privilégio poder dividir palco com músicos tão bons de verdade, em uma casa conhecida e respeitada. Um luxo!

A noite seguiu até pouco mais da hora da Cinderela voltar, mas foi bem aproveitada e parecia que era mais tarde. Não bebi muito, duas doses de single malt, bebida que infelizmente não encontro em todos os bares. Tudo bem que a segunda dose foi mais caprichada, eu amo as doses madrilenhas, são sempre muito bem servidas. Enfim, antes de vir para casa, passamos em uma lanchonete e comi um hamburguer para não ter risco de ressaca.

Acordei bem e daqui a pouco tem mais. Afinal é sexta-feira, não preciso mais cuidar tanto da garganta e da voz, amanhã Luiz não trabalha…

Lá vamos nós e outra vez, vê se isso pode dar certo?

4 comentários em “Maratona das despedidas iniciada”

  1. Oi Bianca que vida agitada heim? Sò passo pra te dizer nem sei se voce conheceum aparelhinho alemao para alergia è vendido na Espanha se quiser ver na internet a empres chama Medisana, o aparelhinho que funciona com agua è vendido no Carrefour, e como tudo que è alemao simples e efetivo. Vale a pena conhecer. Um beijo

  2. Hahaha e que sexta né chica rsrsrs e depois sabado e depois domingo arrematando com uma bela feijoada rsrsrs afee, vou dormir e tudo combinado pra essa semana :

    NAO VAMOS FAZER NADA POR FAVORRRRRRRRRRR rsrrs

    Beijooo

  3. Oi, Antonia! Vida agitadíssima! Agora vai acalmar um pouco. Mas esse aparelho é um umidificador? Porque daí já tenho um 🙂 Essa alergia dá e passa, é só por causa da primavera e esse ano foi atípico, porque o pólen veio fora de época. A quantidade de cigarro nos bares também não ajuda muito, eu não fumo ativamente, mas não tem jeito de não respirar, né? Besitos

  4. Didis, o que foi esse tufão? Tô calminha… hehehehe… Vou ver se escrevo um pouco hoje. Besitos

Seja bem vindo a comentar! Sua resposta pode demorar um pouco a ser publicada.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s