… mas, e a mudança?

Na primeira vez que nossa mudança chegou a Madri, vinda de Atlanta, admito que estava em pânico! Não conseguia entender como um caminhão daquele tamanho ia parar em uma rua que nunca tinha vagas. Sem falar que havia um corredor comprido onde tinha certeza que alguns dos meus móveis não passariam! O elevador (esse tinha elevador) era minúsculo! Enfim, não tinha idéia como aquela porcaria ia funcionar!

 

Logo descobri que o primeiro problema tinha solução fácil. As empresas transportadoras pedem autorização, com cerca de uma semana de antecedência, e tem disponíveis as vagas em frente ao seu edifício no dia da mudança. O carro que estacionar nessas vagas pode ser rebocado. Descobri recentemente, que a regra é parecida em ruas onde não há espaço de estacionamento, se fecha a rua por determinado período de tempo. A diferença é que para conseguir essa autorização demora mais, por volta de um mês.

 

Pois bem, ainda falando da primeira mudança, pela manhã subiu o indivíduo responsável para conhecer o apartamento e se planejar para como as coisas iriam entrar. Subiu pelo elevador pequeno, seguiu pelo corredor comprido, olhou da janela decidido e eu com aquela cara de nádegas, esperando o momento dele me dizer o tamanho do pepino! Sorriu e me disse algo como: ah, essa mudança é tranquila!

 

Luiz e eu nos entreolhamos com aquele ar de interrogação, que parte ele não entendeu? Mas se ele disse que era fácil… E era! Em três segundos ele arrancou a janela da sala e posicionou um tipo de elevador exterior por onde subiram quase todos os móveis. Inclusive, foi bem rápido!

 

De maneiras que depois disso, relaxei mais com as mudanças e sei que eles encontram uma solução. Por outro lado, também fiquei mais esperta com o que cobrar. Nessa última vez, por exemplo, se tivesse dado mole, teria ficado sem o tal elevador exterior, peça fundamental para o sucesso da empreitada.

 

Então tá, acordamos cedo e deixamos tudo preparado, Jack preso no banheiro com suas coisinhas. Luiz conseguiu folga no trabalho para me ajudar. Ótimo, tudo sob controle!

 

Às 10:00hs, reconheci da janela o responsável caminhando pela calçada. Ele subiu e ficou conversando um pouco com Luiz, porque a autorização para fechar a rua era só para às 11:00hs. Pontualmente, o caminhão apareceu e fecharam o trânsito do quarteirão em seguida. Ninguém reclama, se entende que é assim e pronto. Por outro lado, dá um pouco de vergonha de toda aquela movimentação chamando atenção.

 

 

Pois bem, o caminhão da mudança estaciona na frente e o do elevador externo em seguida. Sobem um tipo de escada de incêncio pela sua janela, encaixam direitinho e é por ali que vão os móveis e as caixas. Já começaram logo com o mais pesado, uma escrivaninha antiga em madeira maciça que é nosso xodó. Ou seja, se era para dar algum abacaxi, seria com ela, o resto era mais simples. A mesa da sala e o sofá tiveram que vir pela escada mesmo, mas não são tão pesados e foi simples. Todo o demais, incluindo as caixas, veio pela janela. No máximo, por volta das 15:00hs, estávamos com tudo dentro de casa!

 

 

Soltamos o gato, que saiu cheirando tudo. Aquela confusão de caixas e Jack feliz da vida em reconhecer os aromas do seu ambiente. Foi quando ele entendeu que já não mudaríamos daqui. Se atracou com seu sofá querido do coração, não queria largá-lo por nada!

 

Beleza! Agora era só abrir e arrumar… umas sessenta caixas!

3 comentários em “… mas, e a mudança?”

  1. Oi Bianca

    Nossa que baguncinha organizada.
    E o Jack na maior folga!
    Meu dá uma preguiça só de olhar. Por onde começar !!!!
    Boa sorte.

    Beijos

    Marianne

  2. Pois é, nem me fale que estou toda enrolada para escrever. E ainda por cima estou atrasada com as obras para a exposição… putz! Mas falando rapidinho, sabe quem encontrei na sexta-feira passada? O Guilherme! Passou por aqui com a irmã, foi rápido mas bem legal. Talvez ele passe por Madrid na volta para o Brasil também. Falei que a gente vai fazer o caminho cantábrico no ano que vem e pode ser que ele tope. Besitos

Seja bem vindo a comentar! Sua resposta pode demorar um pouco a ser publicada.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s