Pão caseiro

Resolvi fazer meu pão de cada dia.

 

Acho que na vida há prazeres que não precisamos abrir mão. Acho o máximo comprar um pão quentinho na padaria, melhor ainda, variedades de pães de cores e sabores diferentes.

 

Acontece que em Madri, de maneira geral, o pão é um pouco seco para meu paladar. Não é uma questão de fazerem certo ou errado, é que eles gostam assim e as padarias atendem ao gosto do freguês. Tem a questão da higiene, que nem vou começar a falar, que até melhorou bastante, mas ainda deixa muito a desejar.

 

Não é só isso, vou ser sincera, tenho um pouco de preguiça de sair pela manhã para comprar pão também.

 

E para completar, todo mundo vive dizendo que pão engorda. Resumindo, fui aos poucos eliminando o pão de casa.

 

Mas de uns tempos para cá, foi me dando vontade de fazer pão caseiro. Acho que foi depois de um programa gastronômico francês que assisti na televisão. Além de quebrar uma série de mitos do malévolo e engordativo pão, mostrava uns pães preparados com sementes, cereais e um monte de coisas gostosas.

 

Daí consegui uma receita de pão caseiro e testei. Gostei. Não fica como o tradicional pãozinho de sal, mas por outro lado não tem bromato, me parece mais saudável e satisfaz com pedaços menores.

 

Nesse fim de semana estive na Alemanha e como resistir aos deliciosos pãezinhos? Foi quanto tomei a decisão de fazer meu pão.

 

Logo abaixo, coloco a receita básica que a Pathy me passou. Pessoalmente, o que gosto é adicionar gergelim, linhaça, semente de abóbora… o que der vontade. Também funciona se rechearmos com queijo ou geléia. Enfim, cada um com sua criatividade e gosto pessoal.

 

Ingredientes:

 

–          600g de farinha de trigo (aqui compro uma especial para pão, em espanhol, harina para repostería)

–          2 ½ envelopes de fermento ou 2 tabletes (levedura de pan)

–          2 colheres de sopa de açucar

–          1 colher de sopa de sal

–          200ml de leite morno

–          2 ovos (batidos no garfo)

–          2 colheres de manteiga (não gosto de margarina, mas cada um com seu cada um)

 

Modo de fazer:

 

–          Misturar os ingredientes. Costumo juntar tudo o que é em pó e misturar. Depois faço como se fosse um vulcãozinho e despejo dentro os líquidos (leite, ovos batidos). Se o fermento for em tablete, dissolvo no leite morno.

–          Amassar com vontade até ficar homogêneo.

–          Deixar a massa descansando, coberta com um pano úmedo por, no mínimo, duas horas. A massa vai crescer.

–          Assar por uns 20 minutos a 130 graus e mais 10 minutos a 170.

 

Caso queira inventar moda, alguns exemplos:

 

–          Misture as sementes já nos ingredientes em pó. Também pode ser colocado depois, por cima da massa.

–          Quando a massa tiver descansado e crescido, abra como se fosse uma pizza e recheie de queijo, geléia, carne moída, calabresa… o que der vontade de experimentar. Depende se é para um café da manhã ou um lanche. Detalhe, se for rechear com algo doce, melhor por menos sal na massa, por exemplo, uma colher de sobremesa. Depois enrole como um rocambole e feche bem as pontas para o recheio não vazar.

–          Pode ser pincelado gema de ovo por cima do pão antes de assar, fica uma cor bonita.

 

Enfim, o pão é seu! Arrisque um pouco, divirta-se e bom apetite!

Massa crua, com gergelim por cima
Massa crua, com gergelim por cima
Massa crua recheada
Massa crua recheada

11 comentários em “Pão caseiro”

  1. Oi Bianca, gostei de ideia e vou provar essa sua receita!
    Depois volto para contar…
    Ando super prendada ultimamente, nao sou assim no meu “normal”! rsss
    beijocas

  2. Aii chica, resolvi testar fazer o pao no sabado a noite, mas acho que fiz algo errado rsrsr.
    Ele nao saiu nenhuma “Brastemp”, acho que exagerei na farinha 😛 , como ele nao ” dava liga” eu fui colocando mais farinha e acho que “me pasei” rsrs. Depois quero saber detalhes da massa .
    Beijo

  3. Hum… não sei… só vendo mesmo, pode ter sido muita farinha ou a farinha errada. Trouxe ingredientes fresquinhos agora da França 🙂 Se quiser, te chamo no próximo pão que fizer. Besitos

  4. Ah Bianca, pra que fazer pão… você sabe que o Luiz só toma um copo de leite no café da manhã. Tá bom, talvez ele coma um pãozinho só pra te agradar…

    Aqui na Alemanha o pão é tão importante que você pode inclusive comprar uma máquina caseira de preparar o pão. Você coloca os ingredientes e elas misturam e cozinham o pão na hora que você programar, assim tem pão quentinho quando você quiser.

  5. Oi, Claudia!

    Pior que ele só toma o copo de leite… heheheh… pode considerar isso um elogio ao seu café da manhã 🙂

    Tem essa máquina aqui, até no Brasil já tem faz tempo. Mas prefiro fazer na mão mesmo, porque também não faço todos os dias e tem sempre a questão do espaço.

    A propósito, fiz tanta propaganda da tal farinha francesa e no final deixou o pão meio massudo.

    Besitos

  6. Oi Bianca,

    Cade a foto do pao assado?!

    Quer deixar os seus leitores curiosos?

    Gostei muito da estoria da farofa de ovo.

    Quando eu era pequeno tinha umas manias estranhas, lah pelos dez anos de idade, passei um ano soh comendo farofa de ovo.

    Era apenas isso que eu queria comer.

    Prazer te conhecer,

    Felipe

  7. Ahaaa, para ver o pão assado tem que fazer! 🙂

    Pois, Felipe, até hoje tenho desejos de comer farofa de ovo purinha, na manteiga. Que ninguém me veja, mas às vezes, quando bate aquela fome fora de hora, sento com uma cumbuca só de farofa na frente da TV!

    O prazer é meu, seja bem vindo!

  8. Oi Bianca,

    Fiz o pão. Ficou ótimo, mas fiz algumas modificações pra ficar mais “saudável” ou “natural”. Depois dos 40 entrei numa fase mais “naturalista”:)
    Caso vc queira experimentar, aí vai:
    Usei farinha integral, não achei farinha para pão por aqui.
    Substituí o açucar por 1/3 de xicara de Mel.
    Coloquei 1/2 xícara de Aveia e pra compensar ter usado um pouco mais de ingredientes secos, acrescentei 50 ml de leite ( no caso usei Leite de Soja).
    Substituí o Sal comum pelo Sea Salt , usei 2 colheres de sopa.
    Coloquei a massa numa forma de pão , e assim fiz o meu pão de forma.
    bjs

  9. Oi, Carmem! Adorei a dica do mel 🙂 Sempre uso sal marinho também. Aprendi novas receitas de pães, falta só tempo e paciência para postar, mas já já… Besitos

  10. olá ,gostei da receita.
    Mas estou desesperada,pois depois de comprar uma máquina de pão,passei a comer
    só pão caseiro.Resultado?Estou engorando prá caramba!!!Será que devo deixar o abençoado pão de “lado”?Papai do céu,o que devo fazer?bjos

Seja bem vindo a comentar! Sua resposta pode demorar um pouco a ser publicada.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s