No news… good news!

Tenho algumas amigas perguntando como vai tudo, afinal não estou escrevendo todos os dias. Na verdade, não escrevia todos os dias antes e não tenho feito pelo simples fato de não haver grandes novidades.

A vida seguiu seu rumo e tenho feito as coisas de sempre. Por uma questão de consideração, passo por aqui para dizer que sim, vai tudo bem. Um pouco de expectativa em relação à sexta-feira, quando farei o primeiro exame para confirmar a gravidez.

Não estou nervosa, juro! Um pouco de ansiedade faz parte, mas nada que me deixe fora do eixo.

Saber que minha mãe vem nos visitar ajudou bastante. Tenho coisas para providenciar, pensar em lugares que poderemos ir, enfim, vejo como uma oportunidade de concluir um ciclo que ficou aberto há quase quatro anos atrás, última vez que ela pode vir à nossa casa. Eu preciso mudar de fase e ela também, todos nós precisamos quebrar nossos paradigmas.

E enquanto isso, para movimentar as coisas, dois amigos chegaram do Brasil, por vias diferentes. Uma amigona que morou aqui e fica um mês de férias e outro que veio de passagem e vai embora amanhã.

Minha amiga, consegui encontrar duas vezes, em uma reunião na casa onde está hospedada e num jantar, em um restaurante mexicano. Deu para começar a colocar as fofocas em dia, mas ainda temos muito o que conversar. Em outra ocasião, já teríamos nos acabado na balada para relembrar os velhos tempos, mas sabe como é, não é e provavelmente não será exatamente meu programa no próximo ano. Estou bem calminha.

Meu amigo é mais tranqüilo mesmo, uma vez fizemos uma rota do Caminho de Santiago juntos e é uma pessoa que gosto muito da companhia para caminhar. E foi o que acabou acontecendo, rodamos meia Madri a pé e visitamos o Museu Reina Sofia. Já fazia um tempo que não ia por lá e foi bom rever meu museu favorito na Espanha. Gostei muito da exposição da Elena Asins (Fragmentos de la Memoria), uma artista que não conhecia e me surpreendeu. Hoje jantaremos juntos, ele, Luiz e eu.

Domingo passado, fomos a um encontro cultural, digamos assim, que está acontecendo no Kabocla semanalmente. É a iniciativa de um amigo nosso que tem uma relação forte com a capoeira. O objetivo é reunir gente (brasileiros, espanhóis ou estrangeiros) que esteja interessada em conhecer parte da cultura brasileira, através da música cantada e tocada, principalmente na capoeira e no samba. Antes era difícil a gente conseguir ir, porque como sempre saíamos até tarde no sábado, nunca conseguíamos acordar a tempo ou com ânimo de participar. Entretanto, como estamos menos notívagos, casou como uma luva. Até porque ando com muita vontade de cantar e tocar percussão.

Seguimos no coral, mas estou um pouco cansada. Já saí e voltei uma vez e não gosto desse negócio de ficar indo e voltando, é desgastante para mim e atrapalha o grupo. Além do mais, como somos todos amigos, acho que se mistura muito a sintonia. Às vezes, me dá vontade de buscar outras experiências diferentes, variar, tentar coisas novas. No mês que vem teremos uma apresentação, o que costuma ser uma motivação legal. Para ser bastante sincera, nosso grupo não é nenhuma Brastemp, mas nas apresentações o pessoal parece que se concentra e o resultado sai honesto. Não sei se acontecerá isso novamente, espero que sim. É o combustível que nos move a continuar entre os erros e acertos. Por agora, me resta ensaiar, treinar e esperar que o mico não seja tão grande.

Em casa, aproveitando toda essa onda de mudanças ou pelo menos, da vontade de mudar, comecei a fazer uma limpa geral. Pouco a pouco, aliás, estou aprendendo a fazer as coisas mais devagar. As diferentes estações do ano ajudam nessa atitude, é o pretexto para mudar seu armário, verificar os casacos, guardar ou se desfazer das camisetas muito leves.

E isso por enquanto, né? É possível que na semana que vem a gente comece a pensar em trocar de cama, de carro, de apartamento… acho bom me preparar!

Uma consideração sobre “No news… good news!”

  1. Bibi, obrigada de coracao pelas noticias!!! Estava pensando em voce, mas nao queira ficar “no cangote”. Sei que voce nao precisa de mais ansiedade do que a normal que esta passando, hehe Mas e sempre bom ouvir a continuidade da historia!
    Beijos em voce e na Mamae quando ela estiver por ai!!!!

Seja bem vindo a comentar! Sua resposta pode demorar um pouco a ser publicada.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s