E o fim do ano chegou!

É muito engraçada essa relação que temos com o tempo, às vezes a gente sente a passagem de cada minuto e outras ele voa sem a gente se dar conta. De vez em quando, me atrapalho nos dias da semana, outras fico um pouco perdida entre passado e futuro.

Sei que tudo depende do que estamos passando e isso é relativo entre as pessoas. Uma coisa é fato, não sei que raios acontece, mas da segunda quinzena de novembro até o fim do ano, o tempo dispara para quase todo ser humano.

A noite de reveillon é o fechamento de um ciclo mundial, não há como não nos influenciar, conscientes ou não, existe um grande poder no conhecimento de um fim seguido por um recomeço.

Não sei quantos anos se passaram dentro de 2009, mas sei que fui extremamente feliz e profundamente triste. Saí do olho do furacão, celebrei com a família, cheguei a Santiago caminhando pela terceira vez, fiz 15 anos de casada, tomei sol, organizei churrascos, cozinhei, meu pai teve câncer, me preocupei com minha mãe, senti a probabilidade genética do meu futuro, tive muita raiva, ajudei a ganhar batalhas, não engravidei, me senti sozinha, fui enganada, fui invejada, ganhei amigos, perdi amigos, cortei o cabelo, perdi a paciência, meu gato chegou aos 10 anos, perdoei, fui perdoada, ganhei coragem, fui protegida, esqueci e lembrei de quem sou algumas vezes, bebi mais do que devia, falei mais do que devia, calei o suficiente, comi o que tive vontade, fiz menos sexo do que deveria, tomei vinhos fantásticos, trocamos de carro, quis sair correndo um monte de vezes, quis matar algumas pessoas, senti saudade de muita gente, provei sabores, me entristeci por problemas de amigos, chorei sozinha, comemorei vitórias de amigos, chorei acompanhada, chutei o balde, me acalmei, fiz 40 anos, me fantasiei, viajei, pisei na África pela primeira vez, andei pouco, tive muita preguiça de acordar pelas manhãs, agarrei meu gato, dormi abraçada com Luiz, voltei a ter carteira de motorista, cantei, toquei tambores, fiquei doente de cama, lembrei que tinha um sonho, fiquei eufórica por saber que tinha um plano, corri atrás, fui apoiada… e escrevi tudo para um dia lembrar quem fui. Se der sorte, chegará o momento em que não lembrarei muito bem.

Enfim, chegou dezembro e sobrevivi, se me falta algum pedaço, não faz falta, tenho mais do que preciso. Verdade que menos do que queria, mas isso é sempre assim e talvez seja o que nos mova.

Queria passar esse fim de ano no Brasil, e não porque tivesse presentimentos, culpas ou obrigações, é só porque estava com saudade mesmo. Mas não deu.

Vou ser sincera, não estava no clima de fazer festa em casa, aqui em Madri. Talvez seja porque acabei de fazer uma grande, ou porque gente que gosto não estará, ou só porque é inverno. Meio que deixei o caos se encarregar.

Um amigo entra no MSN, vamos passar o reveillon em Paris, se animam? Vamos traduzir para a língua da Bianca: macaca, quer banana?

Fui conversar com Luiz, com meus 35 argumentos do porquê seria uma boa idéia. Não foram necessários, ele topou de cara. E ainda sugeriu que fôssemos de carro, ficava mais fácil levar o Jack.

Levou meio segundo para pensar, espera aí, quero estudar em Paris no ano que vem, estava na dúvida se janeiro ou fevereiro. Nesse caso, janeiro seria perfeito, porque já estaria lá e ficava de uma vez! Por que não?

Começou a maratona para achar onde ficar, conciliar os cursos… e ainda estou um pouco nisso, toma um tempo danado! Fico vesga de tanto navegar na internet! De qualquer maneira, não tem preço acabar um ano com planos para o próximo.

E o plano A é sair de Madri no dia 24 de dezembro, Luiz, eu e Jack. A noite de Natal será entre nossa pequena família em algum lugar na fronteira com a França. De lá, devemos dormir uma ou duas noites em Bordeaux, na casa de amigos, e seguir para Paris.

O interessante é que depois disso, minha cunhada também se animou a nos encontrar, junto com seu namorado e nosso sobrinho (que falando assim parece um menininho, bom, eu olho para ele e vejo um menino, mas já é um homem). Um outro casal de amigos que mora em Londres também está pensando no assunto. Ou seja, Ano Novo em Paris promete ser bem mais movimentado do que havíamos imaginado e estou achando ótimo.

Pelo dia 28, a gente deve chegar em Paris. Luiz fica até passarmos o reveillon e eu sigo até o fim de janeiro, com o gato a tiracolo. Imagina se ia deixar meu felino! Depois, a idéia é Luiz me visitar nos fins de semana, fora suas viagens a trabalho, seria complicado arrumar um esquema para alguém tomar conta do Jack toda hora.

Dia 4, começo um curso de francês, farei um intensivo de 20 horas semanais. As aulas são diárias, de 9 às 13hs. Putz! Lá vou eu voltar a acordar cedo, mas tudo bem, estou bem animada. E na parte da tarde, cursos de gastronomia. Não tenho tudo fechado, mas já fiz mais ou menos um cronograma do que me interessa mais e em que escolas.

Minha mãe ficou louca para passar uma semana lá comigo. Mas tudo vai depender de como esteja meu pai. Por lá a situação não está ruim, mas difícil. Meu pai agora está fazendo tratamento com Mitocin, ao invés de BCG, vamos ver se reage melhor e não volta a ter novos tumores. Em princípio, isso seria até meados de janeiro. O problema é que a porcaria da bactéria – klebsiella Pneumoniae chama a infeliz – não tem deixado ele em paz e isso está complicando um pouco a situação. Como nada chega sozinho, ontem soube que minha mãe pode ter que operar o menisco, que não é uma cirurgia grave, mas dentro desse quadro é outro complicador. E para ferrar de vez, minha tia, irmã dele, que quebra um galho do tamanho de um bonde, também está com problema nos rins. É um problema antigo, mas agora se aproxima de uma situação limite e talvez precise entrar na diálise. Pausa para um palavrão, puta que pariu três vezes! Já fiquei triste, já fiquei chateada, mas como diria a mãe do Bambi, a vida é assim.

De positivo, acho que a ficha do meu irmão caiu e ele tem apoiado bastante. Tem mais gente na família também que dá uma força e eles tem muitos amigos presentes. Não resolve, mas ameniza.

Quem sabe até janeiro possa dar a notícia que o tratamento do meu pai resolveu, minha tia conseguiu se controlar com alimentação e adiar um pouco mais a diálise, minha mãe descobriu que era só uma inflamação no joelho e todos seremos felizes para sempre!

9 comentários em “E o fim do ano chegou!”

  1. E que assim seja chica…
    Adorei a sua retrospectiva 2009 , realmente foi intensa e o fim do ano em lugar diferente, com outras perspectivas acho fenomenal !!! Afinal, a gente nao pode viver sem uma meta a seguir, senao a vida fica muito triste e pacata.

    E que tudo seja lindo e que sejamos todos felizes para sempre!

    Beijosss

  2. Que legal!!!! Eu queria passar um mês na Italia, quem sabe ano que vem não me animo tb!
    Te desejo tudo de bom na tua etapa francesa! Um beijão!

  3. Oi Bi, não aguentei e vou dar minha opinião de fisio…cuidado com essas cirurgias ortopédicas…eu acho q ela deveria entrar com um tratamento antes, fortalecimento muscular por ex, estou estudando Pilates e estou vendo mtos pacientes sairem da fila de cirurgia por conta desses fantásticos exercícios, acho q valeria a pena ela tentar…acho cirurgia necessário, se todos os tratamentos feitos antes não ter tido sucesso. Médico SEMPRE vai querer operar, ele ganham com isso, vale a pena tbm ela tentar um tratamento com osteopata, quiropraxia….enfim, mtas coisas a serem feitas antes, além do q sua mãe é jovem, e magra…o q ajuda mto nas articulações!
    Bom, qualquer coisa a gente se fala por MSN!
    Bjos

  4. Impressionante a quantidade de coisas q se faz durante um ano e a gente passa tao batido, que nem se da conta….Muito bom começar o ano assim, cheia de planos!Suerte! Bjs

  5. Oi minha querida amiga!!

    Dei uma pausa na loucura dos últimos dias – pauleira total com a fase atual do doctor – para voltar por aqui. Fazia tempo que não aparecia. E que delícia te visitar e encontrar este texto delicioso.

    Para variar, vou me repetir… engraçado como a gente passa pelas mesmas situações. Me reconheci em boa parte do teu resumão do ano. Em outras não, é claro, porque ainda temos diferenças que contam bastante – tipo não sou casada, não tenho um gato e nem moro mais em Madrid. hehehehehe

    Mas sério, 2009 passou correndo. Especialmente no segundo semestre. Eu também me perdi e me encontrei um monte de vezes este ano. Viajei pra caramba, mas só em pensamento, entre lugares e tempos. Doido. Essa semana, ao escutar Ira!, vi a minha vida inteira passar por mim, e foi engraçado – e um pouco triste também. Mas sim, acho que (ainda) faria tudo igual.

    Fico hiper, mega feliz que você reencontrou um dos teus sonhos e vai realizá-lo. Putz, isso é mágico. Há pouco escrevi um texto no meu blog, depois de séculos, falando do importante que é isso de realizar sonhos. Olhar, hiper boa sorte com toda a viagem e com a estadia em Paris. Será delicioso voltar ao “banco” da escola, acordar cedo… vais ver. E depois, estar naquela cidade… maravilha. Também vais passar pelo Sul da França e por Bordeaux, lugares que adorei… aproveita muito, você e o Luiz (e o Jack, coitado, que deve ficar meio “cabrero” com essas paisagens novas).

    Ah, e louco isso da tua mãe estar com problemas com o joelho. A minha também… há umas semanas ela vinha consultando médicos a respeito. Escapou de ter que operar, mas terá que ficar atenta a ele. (Para variar, mais uma coincidência entre nossas famílias)

    Bem, minha querida amiga, só te desejo o melhor em 2010. Para ti e para os teus. Que o próximo ano venha com mais saúde e alegrias.

    Beijos imensos e tudo de melhor para ti. Beijos grandes para o Luiz e lambidinhas no Jack. 😉
    E um Feliz, Feliz mesmo Ano Novo para vocês! Inté.

  6. Boa sorte com os planos para 2010! Que vc viva o próximo ano tao intensamente quanto viveu este que termina… e que 2010 seja melhor a todos nós, porque 2009 nao deixa saudades! 🙂
    Um beijo

  7. Oi Bianca fofa, depois dos 40 ficamos um pouco filosofos.
    Bem como vc vai estar um mes em Paris, e janeiro sao as liquidaçoes vou te dar algumas dicas. A Galeria Lafayete tem uma loja se sujetadores que se chama Etam, nas liquidaçoes ficam a 50% e sao lindos, maravilhosos e duram anos, sim anos, a Galeria Hausmann tem o teto de vidro mais lindo de Paris e um cafe super chique, prove o sorbet de mandarina. E tambem tem um restaurante de grelhados delicioso, com uma geladeira eneorme com todo tipo de queijo preparados para comer.
    A Igreja de Notre Dame tem uma missa com cantos gregorianos todos domingos as 10 da manha, e toca aquele orgao enorme que eles tem a igreja fica lotada è lindo.
    E Todos os primeiros domingos do mes o Louvre è gratis, se voce ainda nao viu, depois da monalisa e dos afrescos da Educaçao de Aquiles, tem uma sala eneorme com as joias da coroa francesa de todos os tempos simplesmente maravilhoso.
    E Claro o site conexao Paris da Maria Lina para se passar toda uma tarde explorando.
    Um Beijo.

  8. Oi, meninas!

    Muito obrigada pelos conselhos, dicas, palavras… e o mesmo desejo a vocês! 🙂

    Esse fim de ano está difícil escrever, perco o foco toda hora, faço um monte de pequenas coisas sem terminar… hehehe…

    Besitos

Seja bem vindo a comentar! Sua resposta pode demorar um pouco a ser publicada.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s