Entrevista no blog Expatriadas

Há mais ou menos um mês, antes de viajar ao Brasil, fui convidada pela Carmem a dar uma entrevista no seu blog, o Expatriadas. Aceitei na hora porque acredito na importância de se compartilhar experiências. Recomendo a visita, acho um blog interessante para qualquer pessoa e imperdível para quem mora fora do seu país de origem.

Quem quiser saber o que eu e outras expatriadas pensam, é só ir aqui www.expatriadas.com

6 comentários em “Entrevista no blog Expatriadas”

  1. Oiesssss!!!

    Acabo de ler a entrevista. Muito bacana, garotinha. Gostei bastante.

    Até quase pude ouvir você falando tudo aquilo, no calorzinho primaveril de Madrid, na tua terraza, tomando alguma bebidinha gelada… 😉

    Gostei de muitas e muitas partes e frases, mas destaco uma, em especial: “… Aprendemos a ter uma atitude mais aberta, aceitamos melhor outras possibilidades e visões sem que isso nos agrida ou assuste”. Bacana!

    Beijos grandes!

  2. oi Bianca bom saber que vc esta por aqui, e que tudo esta sob controle.
    Vi sua entrevista no expatriadas, e gostei, talvez viver na Galicia seja um poco mais dificil que em Madrid, nao sei.
    Quanto ao visto de trabalho nao adianta pedir, eu vim tambem com visto e residente, e depois transformei em nacionalidade espanhola, quando pedi ainda no Brasil o visto de trabalho me disseram que pra ter visto de trabalho tem de ter proposta de trabalho, ou seja sem contrato sem visto.Bem nao sei se voce sabe mas o Lula fez um acordo com o nosso presidente e nossa carteira de motorista pode ser transformada em carteira de motorista espanhola, tem de ter validade anterior ao sua entrada na Espanha mas pode fazer no detran espanhol sem problemas . Bem um beijo tchau.

  3. Parabéns pela entrevista, clara e sincera.
    Mulheres inteligentes sempre tem algo de bom para contar, para ensinar e para compartir.
    Bjs.

  4. Bianca, gostaria de saber como foi o tratamento do seu pai, pois tb fui diagnósticada com câncer de Bexiga de baixo grau inflintrando córion e muscular.

  5. Mariza, fiquei confusa, porque o post que você colocou o comentário é outro e meu pai fez esse tratamento há anos! Mas enfim, o que interessa é que correu tudo bem, o tratamento foi um sucesso. A cirurgia não foi muito invasiva e não precisou de radio nem quimioterapia. Como disse, já faz um tempo e não lembro tudo em detalhe, mas pelo que me lembro, ele tomava a medicação por sonda e passou bem durante o tratamento. É um câncer com muito boa probabilidade de cura. Às vezes, reincide, mas no caso dele, de momento, seguiu tudo limpinho. Boa sorte no seu tratamento e vai dar tudo certo também!

Seja bem vindo a comentar! Sua resposta pode demorar um pouco a ser publicada.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s