Verano

E o verão chegou de vez! Entrou de pé na porta.

 

Ainda está bem agradável e esses dias super claros dão vontade da gente sair e fazer as coisas. Anoitece quase onze da noite e ainda por cima a lua está cheíssima, fica com jeito de fim de tarde. É verdade que na hora clássica da siesta, adotei totalmente o costume local e não ponho nem meu nariz na rua. Já substituí o hidratante por protetor solar, indispensável.

 

Melhor aproveitar agora porque quando entra agosto, é de matar. Além de tudo, a cidade se esvazia. Ano passado, julho foi mais quente, mas é só porque anda essa bagunça metereológica. Não se sabe como será esse ano, mas na semana que vem a temperatura promete chegar aos 35 graus em Madri.

 

A parte boa é que, junto com o verão, entrou também a fase das “rebajas”, ou liquidações. Nessas promoções, quase tudo é vendido abaixo de 50% do preço e as lojas ficam mais cheias que no Natal. E é claro que também vou nessa!

 

Uma coisa engraçada, eles sempre elegem uma música que é o tema de verão. Acho que também tem algo assim no Brasil, mas aqui é realmente levado a sério. As pessoas esperam para saber qual é a música do verão daquele ano. Lógico que é sempre alguma meio cafona e intensa, como quase toda música latina, mas costuma ser divertido e dançante. A desse ano se chama “La Magdalena”, é até bem animada, mas quando você presta um pouco mais de atenção na letra, lá vem aquela coisa dramática.

 

Enfim, esse fim de semana, além de uma overdose da série House, saímos para dançar. Passamos antes na casa de uns amigos que tem uma terraza ótima e ali jantamos ao ar livre. Na sequência, passamos em um bar cubano e no El Junco, que estava surpreendentemente vazio. Talvez ainda fosse cedo para encher os lugares, porque a rua estava lotada de gente. Foi dia de parada gay e movimentou a cidade toda. Acho que o pessoal ainda estava na hora do soninho da beleza antes de voltar para a balada.

 

Óbvio que fizemos tudo caminhando. Luiz resistiu um pouco a princípio, mas acabou por me acompanhar e, quando saímos do El Junco, até as amigas se animaram a ir a pé para a próxima parada.

 

Bom, tentamos o La Bodeguita del Medio, que inclusive foi o primeiro lugar onde saí para dançar em Madri, logo que nos mudamos. Estava bem animado e com todas as músicas espanholas que a gente se acaba de dançar e de rir. A propósito, advinha que música estava bombando?

 

 

La Magdalena (Quijano)

Llevas dos semanas
encerrada en casa
sin salir de la cama
ya no tienes ni lágrimas
no paras de llorar
no comes, ni hablas
ni te vistes, ni te lavas
todo es una lástima

Lo que sobran son hombres
como ése y mejores
ése era un gandul
que problema vas a tener tú
déjate de decir
que no quieres vivir
que le quieres a él
pero él no te quiere a tí

Y hazme caso que no…
no no no no no vale la pena
llorar como una magda magdalena
por culpa de ese hombre culpable
seguro que no va a valer la pena
todos son iguales
prometen haz de ramos, los rosales
ellos nunca salen
pero siempre tienen penas quincenales
no hay ni uno sólo
ni uno sólo sólo que no falle
si no es por una cosa es por otra
pero siempre falla algún detalle
si no es por una cosa es por otra
pero siempre falla algún detalle

Tienes que olvidarte
distraerte, salír, cuidarte
tu bendito mal lo cura el tiempo
y ahora mismo tu estás ciega
cada noche te envenenas
yo sé bien lo que se siente
y no te miento
lo curioso de estas cosas
esque luego te das cuenta
de que que es cierto
lo que cuentan
que una mancha limpia a otra
que otros peces y mejores
en el mar….
siempre se encuentran..

Y hazme caso que no…
no no no no no vale la pena
llorar como una magda magdalena…

Seja bem vindo a comentar! Sua resposta pode demorar um pouco a ser publicada.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s