Lady Bianca of Glencoe

Porque também há espaço para gaiatices durante a quarentena…

Estou eu trabalhando sossegada no meu computador, aparece Luiz na sala: já sei o que vou te dar de presente!

Oi?

Ele achou uma empresa que vende pequenos pedaços de terrenos de nobres, coisa de 30 cm2. E sim, você leu certo, são centímetros, não metros, mal caberia uma pessoa em pé, mas é o suficiente legalmente para te justificar ter um título de lady ou lord daquele local. Ou seja, uma maneira de comprar um “título de nobreza”.

Como é que é esse negócio? Acho que eu quero… Mas vou ter que esperar até novembro para virar lady? E você, como é que eu vou ser lady casada com um plebeu?

Resumo da ópera, claro que não esperamos e ele comprou dois mini-pedaços de terra e agora somos oficialmente Lord e Lady de Glencoe! Juro, com certificado e tudo!

Lógico que passamos o dia com milhões de piadinhas infames, My Lord para cá e My Lady para lá! E se fosse só por isso, já teria valido a história. Só que tem mais, o título literalmente pode ser passado para seus herdeiros! Tipo, é piada, mas é sério!

Na prática, o que muda na nossa vida? Nada, é um certificado em papel e a garantia de 30 cm de terra (ou 60 cm no nosso caso por sermos dois) em algum lugar que provavelmente nunca iremos. Mas não quero nem saber, achei o máximo!

Estou me sentindo até mais fina! Será que ainda posso falar palavrão? Melhor não, né? Afinal, agora sou uma lady… Lady of Glencoe