73 – A primeira mamografia a gente nunca esquece

E o que tenho com isso? Acho que todos temos, ou pelo menos, todas. Sou do time das que adiaram até o último minuto para fazer a tal da mamografia. Hoje, me pergunto, por que demorei tanto?

 

É recomendado que se faça após os 35 anos e fundamental após os 40. Sou razoavelmente preocupada com minha saúde e me prometi realizá-la assim que fizesse 35. Muito bem, nessa idade fui à ginecologista e pedi o exame. Mas você fez? Porque eu não. Levei quase 4 anos até tomar coragem de verdade, fiz agora, com quase 39.

 

Por que adiei tanto? Difícil dizer, mas acredito que era um misto de nervoso e vergonha. Eu sei que é bobagem. Na verdade, sei que é bobagem para os outros, mas comigo, cada vez que imaginava um ser desconhecido pegando meu peito e fazendo um sanduíche em duas placas de metal, me dava calafrios. Arg!

 

Bom, da última vez que fui a médica, nem precisei pedir, ela mesmo já me passou a lista de exames, entre eles, uma mamografia e uma ecografia de mamas. Putz! Pensei, não tem mais como adiar, preciso fazer essa porcaria, vamos lá. Estava também desconfiada de um quisto no seio direito, mas não tinha certeza, melhor confirmar essa história.

 

Da consulta, fui direto agendar os exames. Para minha surpresa, havia vaga no mesmo dia para fazer a mamografia. Quer saber, se é para fazer, melhor que seja de uma vez. Lá fui eu arrastando uma tromba.

 

Veio uma mocinha, bastante simpática e eu como uma jeca fui logo dizendo, olha é a primeira vez que faço isso, dói muito? E ela, não, é um pouco incômodo, mas é rápido. E foi exatamente assim, não vou mentir, é incômodo, dá um certo nervoso porque você tem a sensação que aquilo vai te apertar sem controle, o que não é verdade. Dói um pouco, mas nada intolerável e é bem rápido. Honestamente, nenhum bicho de sete cabeças.

 

Muito bem, ainda faltava a ecografia mamária, que marquei para outro dia. Dessa vez, fui um pouco mais confiante, na pior das hipóteses, seria constrangedor, mas não doloroso. Fui em uma mistura de preocupação porque receberia os resultados e alívio por ter resolvido fazer tudo.

 

Na sala de espera, minha confiança diminuiu quando vi que era um rapaz que faria o exame. Ai, que mico! E por que raios preciso de dois exames mamários? Será que alguém viu alguma coisa? Por que não fiz essa bosta antes!

 

Como de costume, o problema imaginado é muito maior do que o real. Na prática, o médico que me atendeu não podia ser mais profissional. O exame foi rápido e absolutamente indolor. Outra vez, pensei no motivo de fazer tanto drama para uma coisa tão simples.

 

O quisto que estava desconfiada existe. Felizmente, sem suspeitas de malignidade, só preciso acompanhar. Mas o fato é que está lá e podia ser pior. E se fosse pior, os quatro anos que adiei o exame não teriam ajudado em nada.

 

Mas pior mesmo é saber que as mulheres ainda são muito mais atentas à sua saúde que os homens. Querendo ou não, é bastante normal que uma mulher esclarecida visite sua ginecologista todos os anos. Mas quantos homens conhecemos que vão a um urologista ou proctologista em sua vida inteira? Quantas piadinhas homofóbicas e ignorantes mais irão surgir enquanto o câncer da próstata cresce firme e forte?

 

Quem não tem tempo para ir ao médico, mais cedo ou mais tarde precisará encontrá-lo para ficar doente, e quem tem vergonha de se cuidar pode descobrir da pior maneira que o pudor não tem nenhuma prioridade quando se quer sobreviver.

 

Portanto, o mínimo que posso fazer é um alerta. Prevenir não custa. Os exames são bem mais simples do que parecem, não tem nada demais. E por que não, aproveito para divulgar o website do http://www.cancerdemama.com.br/ ,  onde se pode contribuir com a Campanha da Mamografia Digital Gratuita e do INCA (Instituto Nacional do Câncer) http://www.inca.gov.br/ .

 

Meninos e meninas, se cuidem! Saúde!

 

5 comentários em “73 – A primeira mamografia a gente nunca esquece”

  1. Oi Bianca
    Sabe que quando fiz mamografia pela primeira vez também fui achando que seria um horror, mas não, foi super tranquilo, como foi pra voce.
    Meu pai fez outro dia exame de coloscopia e pode crer que o exame é tão ruim que dão uma anestesia no cara pra ele não fugir da mesa, hahahaha
    Meu pai que sempre teve intestino funcinando como um relojinho de uma hora pra outra ficou fora de controle.
    Depois do exame e já com o dito cujo na mão ele ouviu do médico:
    – Sr. Raul fica tranquilo que de cancer no cú voce não vai morrer não.
    Homens e mulheres fiquem alertas!!!!!!!

  2. Pô, Luiz Paulo, desenha aí, não entendi se a preocupação é ridícula porque o exame é fácil e todo homem faz, ou porque você acha o exame desnecessário. Descreve para mim, como é?

    Besitos

Seja bem vindo a comentar! Sua resposta pode demorar um pouco a ser publicada.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s