50 – A ressaca sem culpa

No dia seguinte, inevitável, a boa e velha ressaca!  

Normalmente, as ressacas são seguidas de uma interminável lista de desculpas esfarrapadas e de não-faço-isso-nunca-mais, por-que-bebo, charuto-que-idéia-de-jirico, etc-etc-etc. Pois quer saber, dessa vez veio sem um pingo de culpa, talvez porque não tenha sido tão forte. 

Alguém acha que depois de passar a manhã em pé num frio de 5 graus faria algum bem beber e fumar charuto? Claro que não, né? Isso eu já sabia! Mas também, ia ficar me regulando no aniversário? Nem morta! A única coisa que sempre tento me lembrar é de tomar bastante água.  

No dia seguinte, arcar com as consequências: uma gripe chata e uma alergia horrorosa! Sem falar do cérebro que não cabe na cabeça e parece que vai derreter pelas orelhas. A culpa foi muito mais do frio da fila da manhã que do balde chutado – ou será essa uma das desculpas esfarrapadas?  

Pois que seja, tudo bem, vai curar. 

Seja bem vindo a comentar! Sua resposta pode demorar um pouco a ser publicada.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s