5 – El Fogón de Trifón

Muito, mais muito perto da nossa casa, tem um restaurantezinho chamado El Fogón de Trifón. Quase não chama atenção, parece um pequeno bar, com seu balcão apertado e cheio de gente conversando. Não é raro aqui se ter o bar em frente e o restaurante atrás ou embaixo. Nesse caso, o salón comedor fica atrás. Possui cinco mesas e isso não é maneira de falar, comporta um máximo de vinte e duas pessoas.

 

O lugar é tão pequeno que chega a intimidar na entrada, pois todos te olham. Entretanto, alguns segundos depois, o barman abre um sorriso largo, solta um simpático buenas noches e você se sente como se conhecesse os outros clientes, como  se fossem parte do mesmo grupo. O truque é responder buenas com jeito de que vai ali todos os dias.

 

Poucas vezes vi em Madri atendimento tão simpático e atencioso. Garçons preocupados com o que é servido e orgulhosos quando você elogia a comida. Parece que foi a mãe deles que cozinhou, é assunto pessoal. Cá entre nós, não é nada difícil elogiar, pois absolutamente tudo o que comemos é maravilhoso.

 

Meus destaques, dou para os chipirones encebollados, umas lulinhas aceboladas e o rabo de toro, nossa rabada. Enfim, difícil escolher um prato, porque tudo é bom. Não utilizam muitos ingredientes, é uma cozinha clássica e de uma simplicidade refinada. Eles sabem fazer o igual diferente e isso não é para qualquer chefe de cozinha.

 

Ontem fomos lá com um casal e outro amigo, todos espanhóis. Estamos tentando montar uma empresa, que não posso contar do que se trata porque é segredo secreto, totalmente diferente de tudo o que nós fazemos, dá para fazer em paralelo a nossas carreiras e o investimento é irrisório. Parece milagre, né? Também acho. A verdade é que sempre comemos, bebemos e nos divertimos muito mais do que trabalhamos. Acho que, no fundo, a tal da quem-sabe-empresa é um belo de um pretexto para nos reunir e comer bem. Ou seja, já começou como um excelente negócio, pelo menos para a gente.

4 comentários em “5 – El Fogón de Trifón”

  1. Oi, Marina! Corre lá que você vai adorar! Pode dizer que foi indicação do Luiz e Bianca brasileños que somos assíduos! Besitos

  2. Bianca, o segredo é nao falar muito dele. Mas o melhor (além do “Michael” sao as mollejas de cordero. Em nenhum outro lugar comi outro igual…)

  3. Oi, Thatyana! Agora é tarde… Esse post é antigo e o Trifón se transformou em um dos nossos restaurantes favoritos, falei dele outras vezes e a gente vive por lá! 🙂 A gente nem olha mais o cardápio… não escolhe o que vai comer… eles é que mandam! Besitos

Seja bem vindo a comentar! Sua resposta pode demorar um pouco a ser publicada.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s