18 – Eu e minha boca grande!

Exposição melada! Pelo menos, para mim.

 

Após horas de discussão entre os alunos, até que sairam algumas boas propostas do grupo para a melhoria do curso no ano que vem.

 

Entretanto, também foi levantada a bola que a exposição deveria ser adiada. Em algumas coisas, tenho experiência e tinha certeza que essa possibilidade não existia, ou seria agora, ou seria cancelada. Como sempre, por trás da coordenação todo mundo se inflamou e se negou a participar da dita cuja. Ao sentarmos com o coordenador do curso, a história mudou bem de figura.

 

Acontece que recebemos duas informações que não contava, uma que não era exatamente uma exposição e sim, mais ou menos um exercício de exposição, seja lá o que isso signifique. Francamente, que os artistas a utilizassem assim, posso entender, até fiz essa proposta entre o grupo, inflamadamente rechaçada antes de sentarem na frente do coordenador. Agora, que a direção do curso parta desse princípio e ainda por cima nos diga isso uma semana antes do vernissage e mesmo assim porque estávamos reclamando, vamos combinar que o buraco é mais embaixo. É uma tremenda falta de respeito. Até porque acredito que o coordenador inventou essa história na hora para tentar amenizar a situação. A verdade é que foi uma baita de uma desorganização, isso sim.

 

Como se não bastasse, ele espertamente deu mais prazo para o pessoal que escreveria as críticas a serem publicadas no catálogo e, com isso, dividiu o grupo. Veio com uma historinha da carochinha que o catálogo deve ser uma discussão dos trabalhos e portanto pode sair meses depois da exposição. Ora bolas, se a finalidade de um catálogo é um texto onde não há mais obra exposta, por que fazê-la? Outra vez se atribuindo mais valor à explicação do que a obra. Melhor então escrever um texto legal, publicá-lo e já está: obra de arte pronta.

 

Pequeno detalhe, descobrimos ontem que a exposição duraria cinco dias em um período de férias. Parece piada ter todo esse trabalho para expor para seus coleguinhas de curso. Acho que voltei ao primário! Pela primeira vez senti saudade de consultoria e dos meus amigos adultos!

 

Enfim, foi um belo de um barraco e estou de mau humor. No final da reunião joguei um pouco de merda no ventilador, para não perder a prática, e até disse que participaria da exposição porque tinha obra. Mas só disse isso porque estava com raiva e queria ganhar tempo para pensar com calma. Em casa pensei, decidi que não vou e já comuniquei o fato.

 

Depois de tanto trabalho, é frustrante. Mas Luiz me lembrou que não perdi nada. A obra está pronta e a experiência em realizá-la ninguém tira. Vai passar e não seria nem a primeira, nem a última.

 

Paciência! Acabo de me decretar em férias! Agora só ponho meu nariz de volta na faculdade em setembro.

Seja bem vindo a comentar! Sua resposta pode demorar um pouco a ser publicada.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s