49 – Um jantar, três aniversários e o show do Toquinho

Esse foi meu fim de semana, ou melhor, um pouco esticado, pois o jantar foi na quinta-feira, aniversário duplo na sexta, outro aniversário no sábado e show do Toquinho com Maria Creuza no domingo. De tédio é que não posso reclamar!

 

O jantar foi bem legal, na casa de uma espanhola colombiana, onde finalmente, só se falava espanhol. Digo isso, porque ultimamente só falo português. É cômodo, acontece que comecei a pensar que meu castellano havia embarcado para as cucuias. Mas a verdade é que  nesse dia me virei muito bem, ou eles foram gentis. É que faz muita diferença quando falo só em espanhol. Esse negócio de eventos multilinguísticos é interessante, mas no fim da noite é o samba do criolo doido! A gente não sabe mais o que está falando e fica aquele esperanto confuso.

 

Na sexta, foi aniversário de duas amigas que comemoraram juntas no El Junco, meu lugar favorito para dançar em Madri. Juro que até esse momento, vinha disciplinadíssima na minha dieta e bebendo nada ou quase nada. Mas puxa vida, logo no El Junco, com todo mundo que gosto, aquele cheiro de cigarro encanado, show da Lenna Pablo, uma brazuca que canta soul, funk e afins… como é que ia resistir? Não dava, né? Fui praticamente obrigada a tomar diversas doses de whisky, responsavelmente acompanhadas de litros de água. Nos acabamos de dançar, estava feliz, meus amigos também, acho que foi uma noite de bom astral. No fim da madrugada, ainda viemos aqui para casa devorar cachorros-quentes e almôndegas do Ikea. Às seis da matina, horário que volta a funcionar o metrô, se foram nossos amigos.

 

No dia seguinte, ressaca não tinha, mas ao me pesar descobri que o whisky tinha feito seu estrago. Não seja por isso, com ou sem vontade, fui para o Wii fit malhar e correr atrás do prejuízo. Logo agora que estava indo tão bem!

 

Pois fechei a boca e me comportei direitinho, como uma mocinha! Fomos a outro aniversário no sábado, ainda que estivesse meio morta. Mas sabe como é, uma vez na rua a gente se anima. Nos encontramos em um bar e de lá seguimos para uma boite, haja boa vontade para a porcaria da dieta!

 

Domingo, acha que acabou? Nada, teve show do Toquinho e da Maria Creuza em homenagem a Vinícius. Dá para perder? Nunquinha! Ingressos comprados com antecedência, graças a uma amiga precavida. Foi novamente em Conde Duque, no mesmo local do show do Djavan. Fui com o clã dos imparáveis e o que posso dizer, foi bárbaro! Um privilégio! Voltamos para casa cansados, mas leves.

 

Talvez o espaço do evento fosse um oásis de boa energia, porque fora dele, o mar não estava para peixes, era dia de bruxa solta. Já na saída não gostei muito e oferecemos carona para a amiga que estava a pé, sei lá, a intuição estava avisando que era melhor ter cuidado. No caminho, vi dois acidentes, uma briga de socos e um menino armado com uma metralhadora que deveria ser de brinquedo, mas ficava feio. Foi um alívio chegar em casa. É esse verão maluco que também enlouquece as pessoas. Dormimos mal, como todo mundo que conversei no dia seguinte.

 

Na segunda-feira tinha outro show para ir, mas não dei conta. A semana ainda prometia. Mas essa é outra história que depois eu conto.

 

5 comentários em “49 – Um jantar, três aniversários e o show do Toquinho”

  1. Opa!

    Já estava sofrendo de abstinência… ia até mandar um recadinho: “Cadê tu, tatu”? para você!
    Agora sim, estou mais contente… hehehehehehehehe

    Tirando sábado, eu não parei desde quinta-feira passada… vixe! Inclusive meu próximo texto será sobre quatro shows em quatro dias… hehehehehehee. Estou morta hoje, para ser franca, mas ainda tenho um jantar de amigas para ir… e falaremos espanhol! Opa!!

    Outra coisa engraçada isso do espanhol… hoje, agora mesmo, vindo para casa almoçar, pensava nisso… de como ando falando MUITO português… e pensei: “Que bom que hoje vou a um evento social em que só falaremos espanhol”. hahahahahhaahha. Daí chego aqui e leio vc dizendo o mesmo. 😉

    Beijossssssssssss grandes e não fica tanto tempo sem escrever que eu ainda fico doente!

  2. Oi, Alê!

    O problema é que para escrever preciso parar em casa, coisa que não tem acontecido ultimamente, né? Agora estou com hóspedes, acho que só na semana que vem consigo normalizar o blog. Mas é assim mesmo, poquito a poco… heheheh…

    Vou lá ler o seu!

    Besitos

  3. Oi Bianca
    Mas que turminha legal sempre comprando as entradas e voces assim não perdem nada.
    Haja saúde pra tanta agitação.
    Beijos
    Marianne

  4. Menina, tô ficando velha! Tem dias que é difícil levantar! Mas quem disse que quero perder alguma coisa? Por isso, Luiz me chama de Bianca, a imparável. O problema é que conhecemos alguns amigos também imparáveis, daí imagina…

    Besitos

Seja bem vindo a comentar! Sua resposta pode demorar um pouco a ser publicada.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s