II – Madri – Pontferrada, 27 de maio de 2007

… 2 + 7 = 9. Gosto desse número. Domingo… bom para viajar… marcado! 

Minha amiga chegou de manhã… com uma mochila enorme! Tentamos persuadí-la a diminuir um pouco. Chegou um momento em que achei que Luiz estava ficando até meio chato com a insistência de que ela mudasse ou esvaziasse sua mochila. Essas decisões são pessoais e cada um sabe, ou deveria saber, do que é capaz e o que quer. 

Melhor me concentrar no meu umbigo. Minha mochila pesava pouco menos de 5 quilos. Era uma boa cifra, apesar de preferir diminuí-la. É aconselhado não se levar mais de 10% do seu próprio peso e restringir-se ao essencial costuma ser uma tarefa mais árdua do que se imagina.  

Entretanto, abrir mão das coisas não foi difícil para mim, aprendi muito cedo a não levar mais carga do que necessito, nem nas costas nem na cabeça. Nesse ponto, vivo no limite do desapego e do egoísmo, pois se não levo nem para mim, muitas vezes também me recuso a levar o que é dos outros.  

Difícil mesmo foi levar alguma carga, justo eu que não carrego nem bolsa. Ainda que a ira, às vezes, me pese nos ombros. Recebi um lembrete de um amigo pouco antes de viajar, cuidado que a raiva pesa. Também sabia que precisaria me lembrar disso em algum momento. 

Enfim, ainda fizemos uma caminhada leve durante o dia e, às 22:10hs pegamos um trem na estação de Chamartín, em Madri, com destino a Ferrol. O trecho eleito, Pontferrada a Santiago de Compostela, é de aproximadamente 200 km, que faríamos a pé. 

Estávamos animadas e confiantes. Ela achando que tiraríamos tudo de letra, eu um pouco mais preocupada. Descobrimos alguns temas em comum que precisávamos pensar, o que me parecia um bom presságio. O vagão ia cheio de mochilas, descobriríamos mais tarde que a maioria saltaria em Sarria, outro destino para iniciar o caminho, são os últimos 100 Km, distância mínima para se conseguir a Compostelana. 

O que exatamente precisava pensar? Tinha algumas questões complicadas para decidir, maternidade, carreira, fé… Não foi por isso que quis fazer o caminho, mas sabia que seriam assuntos inevitáveis. Talvez até fosse por isso também, mas não era muito claro e não esperava nenhuma revelação extraordinária, e se esperava, me enganei direitinho.  

Desembarcamos em Pontferrada às 4:30 da matina, com uma hora de atraso. Pouco antes, conhecemos o primeiro veterano peregrino, espanhol. Em princípio, ele não me inspirava muita confiança, mas foi educado e nos deu algumas dicas sobre como cuidar dos pés. Contou a história de porque Triacastela tem esse nome, devido às suas três torres, apesar de ser uma igreja pequena. Disse também que deveríamos optar pelo caminho de Samos ao deixá-la. Ouvi e segui seus conselhos no futuro próximo.  

Foi a primeira viagem onde resolvi acreditar na experiência dos outros e me entregar sem resistência a ela. Se me diziam que a mochila tinha que ser pequena, que fosse. Se me diziam que o cajado era importante, arranjasse algum. Se me diziam para pôr vaselina nos pés, colocaria. E assim por diante. Hoje, depois de tudo passado, não me arrependi dessa decisão. Aprender com a experiência alheia é muito bom. 

Ficamos em um hotel próximo à estação de trem. Achei prudente, considerando a hora que chegaríamos na cidade. Teríamos a segunda-feira para conhecê-la e descansar. Na terça cedo, pé na estrada. 

Já na chegada ao hotel, decidi lavar a primeira leva de roupa. Você usa uma enquanto a outra seca e se era para entrar no jogo, que fosse de uma vez. Fomos dormir por volta das 5 da matina e às 12:00 estávamos acordadas. 

p5270007.jpg

Seja bem vindo a comentar! Sua resposta pode demorar um pouco a ser publicada.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s