I – Onde essa história começa?

O Caminho de Santiago começa no momento exato em que você decide trilhá-lo. 

No meu caso, a idéia passou a rondar pela cabeça por volta de novembro de 2006. Muito remota e incoerente ao meu estilo de vida, mas persistente, que nem ferrinho de dentista, aquele barulhinho incômodo, que assusta mais do que dói. 

Meu instinto sabia que precisava passar por isso, era só uma questão de tempo. Mas a idéia foi amadurecendo devagar, como tinha que ser. E sempre que tentava deixar de lado, várias pessoas ou fatos relacionados ao tal caminho cruzavam à minha frente. 

Um dia, por volta de março de 2007, tomei a decisão, vou fazer e pronto! Marquei uma data, mais ou menos três meses depois. E a partir daí, considero que a história iniciou. Confesso que muito mais fisicamente, era a forma mais fácil e concreta que conseguia visualizar, foi a maneira que consegui começar. 

A consciência que algo maior poderia acontecer só veio quase na semana de embarcar para Pontferrada, cidade onde iniciei a trajetória. Mesmo assim, de forma meio confusa e embaçada, como uma simples possibilidade que queria e não queria ao mesmo tempo. O cálice que não queria beber e os fantasmas que não queria ressucitar. E ao mesmo tempo, como não mexer no que sabia que estava lá e que estava me esperando. 

Se o caminho esperava para ser trilhado, como é que eu não vou?  

Fui, tinha um encontro marcado. 

capa.jpg

5 comentários em “I – Onde essa história começa?”

  1. Bianquita, uma amiga vai para Santiago em outubro e indiquei seu blog para ela. Seus textos são muito legais. Eles têm um jeito que me relembra o seu jeito:inteligente, irônico e ao mesmo tempo doce.
    Mil beijos e abraços
    Bruna – “Caminho” do Santo Antônio, 1º grau

  2. Bianca, boa noite,

    farei o caminho pela primeira vez em Abril e me sinto assim tbem, como você descreveu o seu sentimento acima,
    bem sei que este caminho (que já me sinto nele pois muitos são os preparativos anteriores) será o início de um caminho que me vejo trilhando doravante, com serenidade, perseverança, e o fato de encontrar por este mesmo caminho pessoas que buscam muito fortemente “o melhor caminho”.
    Beijos Bianca e parabéns pelas palavras colocadas em seu comentário.

Seja bem vindo a comentar! Sua resposta pode demorar um pouco a ser publicada.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s